CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

LIVROS & CIA / Bolsa de Contos e Poesias em Araguaína e o sucesso de gramático de Paraíso

LIVROS & CIA / Bolsa de Contos e Poesias em Araguaína e o sucesso de gramático de Paraíso
5 (100%) 1 voto
Administração municipal também busca fomentar o fazer literário na cidade (Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom Araguaína)

Bolsa de Publicação de Contos e Poesias em Araguaína

Numa parceria com a Academia de Letras de Araguaína e Norte Tocantinense (Acalanto), a Secretaria Municipal da Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Araguaína abriu inscrições para os autores da cidade que queiram participar da Bolsa de Publicações de Contos e Poesias Professor, Escritor e Jornalista José Jauro Studat Gurgel – 2020, cujos trabalhos classificados serão publicados em livro. As inscrições vão até o dia 5 de março e cada candidato poderá participar com até dois trabalhos por modalidade. O certame literário integra o Projeto Temporada de Arte e Cultura Popular da Administração Municipal.

Como participar

As inscrições podem ser feitas pelo Portal da Prefeitura, neste link, onde se encontram a ficha de inscrição e o regulamento completo. Uma outra opção é a entrega da ficha de inscrição preenchida com os trabalhos concorrentes na sede da Secretaria Municipal da Educação, Cultura, Esporte e Lazer, localizada na Avenida Bernardo Sayão, nº 499, Setor Entroncamento.

Estranheza

Causa certa estranheza o fato de que membros da Acalanto também podem participar, mesmo sendo a Academia parceira dessa iniciativa, fato que não é comum em concursos literários.

Sobre o homenageado

Jauro José Studart Gurgel, ou simplesmente, Jauro Gurgel, como era mais conhecido, foi professor de Literatura Brasileira, de OSPB e História do Brasil, no Colégio Integrado de Araguaína, no Colégio Pré-Universitário, no Colégio Santa Cruz e Colégio Educandário Objetivo, além de outras unidades de ensino da rede pública. Fundou junto com amigos, entre eles, o cantor Odilon Santos, o Clube dos Trinta, um recanto bucólico, para jogar pelada e conversa fora. Além de professor, foi jornalista, escritor e membro fundador da Acalanto, onde ocupava a cadeira n° 2, cujo patrono é o poeta Padre Antônio Tomás. Era natural de Acaraú, no Norte do Ceará, mas morava em Araguaína desde 1981. Faleceu em 24 de agosto de 2011 em Fortaleza (CE), vítima de câncer.


Realização do sarau conseguiu mobilizar a comunidade do bairro (Fotos/montagem: Divulgação)

Sarau do Movimento mobiliza moradores da periferia de Araguaína

O  Setor  Barros I, o mais novo bairro de Araguaína, foi palco no domingo, 12, da primeira edição do Sarau do Movimento, uma iniciativa dos moradores ligados ao Movimento Nacional de Luta Pela Moradia (MNLM). O bairro conta com 500 moradias populares e que foram entregues em dezembro.

Atrações

O evento disponibilizou à comunidade várias opções de cultura, lazer e entretenimento num só lugar, com apresentações musicais, de dança e espaço para desenhos, dentre outros. A área da literatura também se fez presente, com recitais de poesias e a participação especial do escritor jjLeandro, que fez questão de prestigiar o acontecimento e divulgar a sua produção literária.

Confraternização cultural

De acordo com a moradora Kamila Oliveira, que está na organização do evento, a partir de agora, o Sarau do Movimento acontecerá uma vez por mês, em praça pública, como forma de ampliar a participação de quem gosta de arte, especialmente de literatura. “No espaço público, o sarau flui democraticamente, possibilitando que moradores do Barros I tenham chance de levar sua rima, sua dança, sua música para confraternizar com os amigos”, argumentou.


Autor Gustavo Dourado e sua obra (Foto: Divulgação)

Os “cordelos” de Gustavo Dourado

Presidente da Academia Taguatinguense  de Letras, no Distrito Federal, o escritor e cordelista Gustavo Dourado, está divulgando mais um livro de sua  autoria. Trata-se de “Cordelos”, cuja edição teve o aval do Fundo de Apoio à Cultura (FAC). A obra ganhou capa do artista plástico Toninho de Souza e xilogravuras do poeta Goári. Seus 57 cordéis são dedicados aos grandes nomes da literatura.

Homenagens

Nessa obra de Gustavo Dourado é feita justa e oportuna homenagem à  Língua Portuguesa, citando expressivas personalidades que contribuíra, de forma significativa, para a sua  evolução. Dentre os homenageados estão os autores portugueses Camões, Fernando Pessoa e José Saramago, além dos brasileiros Leandro Gomes de Barros, Patativa do Assaré, Gonçalo Ferreira da Silva (cordelistas), Machado de Assis, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Hilda Hilst, Cecília Meireles, Cora Coralina, Oswald de Andrade, Ariano Suassuna e outros consagrados de nossa língua.


Escritor de Paraíso do Tocantins em destaque

O escritor, professor e gramático de Paraíso do Tocantins Alcides Nascimento Marinho está comemorando o sucesso de seu livro intitulado Dúvidas e desafios da Língua Portuguesa, cuja quarta edição acaba de ser publicada pela Editora Veloso, de Gurupi.

Evolução linguística

Autor de mais de 10  livros já publicados, Alcides Nascimento Marinho explica que, como obra humana e social, em cada circunstância de sua história, a língua evolui, desenvolve novas formas, mutações e maior eficácia comunicativa, ressaltando que tudo isso gera, por vezes, soluções cheias de cor e de potencial artístico. Sua estreia no mundo da literatura aconteceu em meados de 1985, quando lançou a obra Um pacto com a vida.


Morte e Vida Severina em desenho animado   

Desenho animado da obra-prima de João Cabral de Melo Neto narra a dura caminhada de Severino, um retirante nordestino que migra do sertão para o litoral pernambucano em busca de uma vida melhor.

Ficha técnica

Produzido em 2010, com duração de 52 minutos, o filme tem direção de Afonso Serpa, com ilustrações/HQ de Miguel Falcão, e é uma adaptação da obra homônima de João Cabral e que ganhou voz de Gero Camilo. Tem ainda trilha sonora de Lucas Santtana e produção esmerada, fruto de uma parceria exitosa da TV Escola / OZI / FUNDAJ – Fundação Joaquim Nabuco.

 


ZACARIAS MARTINS
É autor de seis livros de poesias e um de crônicas. Tem participação em mais de 50 antologias literárias pelo País afora. É ainda membro-fundador da Academia Tocantinense de Letras e da Academia Gurupiense de Letras. Integrou o primeiro colegiado do Conselho Estadual de Cultura do Tocantins. Também representa o Tocantins na Academia Brasileira de Jornalismo (ABJ).

Informações sobre eventos literários e lançamentos de livros devem ser enviadas para Zacarias Martins pelo e-mail [email protected]


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também