CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

LIVROS & CIA / Contradições urbanísticas de Palmas, por Bazzoli, e a transformação histórica de Araguaína

LIVROS & CIA / Contradições urbanísticas de Palmas, por Bazzoli, e a transformação histórica de Araguaína
5 (100%) 12 votos

Contradições urbanísticas de Palmas

O professor João Aparecido Bazzoli estará lançando na terça-feira, 19, o livro Palmas em Foco – Contradições de uma cidade planejada, publicado pelo selo EDUFT. A noite de autógrafos acontece às 19 horas no Por Que Café? (Quadra 204, próximo à Feira da 304 Sul). 

Debate

A obra se propõe a ampliar o debate sobre a ocupação urbana e o crescimento desordenado, Plano Diretor e regularização fundiária, da capital do Tocantins. Nesse sentido, estão sendo abordados os planos urbanos e a participação social na governança local, vazios urbanos e custo de urbanização, dinâmicas do mercado imobiliário e a expansão urbana. Nesse viés, o trabalho estabelece um compromisso com a memória de estudos da cidade realizados pelo autor, desde 2000.

Sobre o autor

João Aparecido Bazzoli é professor na Universidade Federal do Tocantins (UFT) do Curso de Direito. Docente Permanente do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR/UFT). Pós-doutoramento pela Universidade de Lisboa. Líder do grupo interdisciplinar: Cidade e Meio Ambiente (CNPq). Pesquisador com atuação na linhas (i) regularização fundiária urbana e a segregação socioespacial; (ii) planejamento urbano, mobilidade na cidade e a dicotomia do crescimento urbano desordenado e seu desdobramento à expansão das periferias; (iii) plano diretor, políticas públicas, meio ambiente e sociedade; e (iv) participação social e a democracia direta. Coordenador do (GT-Cidades) no Instituto de Pesquisa, Diretos e Movimentos Sociais (IPDMS). Membro do Núcleo de Estudos Urbanos e das Cidades (Neucidades/UFT). 

(Foto: Divulgação)

A transformação histórica de Araguaína

No dia 22, às 11 horas, dentro da programação da VIII Semana de História da UFT – Campus de Araguaína, acontece no Hall da Biblioteca daquela instituição, o lançamento do livro A transformação histórica de Araguaína (Editora Nagô).

Obra de referência

Sob a organização do professor Raylinn Barros da Silva, doutorando e mestre em História pela Universidade Federal de Goiás, e do professor Cleube Alves da Silva, doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, tendo ainda, mais 19 pesquisadores como coautores, A transformação histórica de Araguaína surge como uma importante obra de referência para  quem  precisa ou simplesmente tem o interesse de conhecer, com mais propriedade, um pouco  mais sobre interessantes aspectos históricos da chamada “Capital do Boi Gordo”, como ficou conhecida a cidade.

O “Buen Camino” de Josette Lassance 

Representante destacada da literatura paraense na atualidade, a escritora Josette Lassance está com novo livro na praça. Trata-se de Buen Camino – Relatos de Viagem (Editora Pakatatu). Trata-se de relatos de viagem em que a  autora se revelou como um chamado xamânico para sua escrita. É a primeira vez que se arrisca a escrever sob o impacto de longas caminhadas pela Europa, fazendo relatos desde sua chegada à cidade do Porto, em Portugal; sua passagem por Paris, Barcelona e a longa jornada aventureira pelas estradas da Galícia, no interior da Espanha e países bascos.

(Foto: Albar Amin)

Peregrinação literária

Josette Lassance passou por frio, medo e exaustão, cometida por uma cirurgia na coluna vertebral anos antes de sua viagem,  teve que fracionar os dias de peregrinação, precisando algumas vezes dormir noites seguidas nos pequenos pueblos (vilarejos) da Galícia e demais regiões. Lá vivenciou maltrato de animais, preconceito por ser brasileira e picadas de insetos. Peregrinar é um ato solitário onde concentração e reflexão predominam. A “pequena” viajante fez a peregrinação por três vezes, incluindo a travessia dos Pireneus, a partir de Jean Pied de Port, no caminho francês, chegando a Roncesvalles, hospedando-se no grande e imaginário hostel de pedra, antigo monastério. 

Credenciais da autora

Josette Lassance é natural de Belém. Formada em História e Artes Visuais pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e pós-graduada em Artes pela Universidade Estadual do Pará (Uepa), publicou Vida de Bruxa (poemas), Os Gatos Nus Passeiam sobre os Telhados Sujos, Galeria dos Maus, O Prédio,Os Cinco Felizes, Crônicas, Sonhos e Cafés e participou de coletâneas e feiras literárias. Em 1979, tive o prazer de organizar juntamente com Josette Lassance, a primeira edição da Chuva de Arte Amazônica, na capital paraense, e que contou com a participação do premiadíssimo jornalista e escritor Lúcio Flávio Pinto, Edgar Augusto Proença, Januário Guedes, dentre outros.

Chá literário promoveu o compartilhar dos trabalhos produzidos pelos alunos (Foto: Divulgação)

Doce Sabor da Leitura em Goianorte

A Escola Estadual Morro do Mato, localizada em Goianorte, realizou nesta semana o movimentado Chá Literário Doce Sabor da Leitura, envolvendo os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA),  tendo por objetivo a promoção da leitura e a criação de textos dos diversos gêneros literários.

Incentivo à leitura

Essa ação integra o leque de atividades que estão inseridas no Projeto Político Pedagógico da Escola, propiciando o incentivo  da leitura e o aprimoramento da   interpretação, bem como, despertar nos alunos o prazer para expressar as ideias por meio de textos poéticos. 

Aprimoramento

A professora de Língua Portuguesa e Redação, Maria Aparecida Cavalcante Soares Parente, disse ter constatado que os estudantes estão aprimorando a prática da leitura e da produção textual.  “Esta ação representa uma oportunidade dos nossos estudantes expressarem suas ideias e opiniões”, ressaltou.

Lançamento do Anuário deu início à programação de aniversário de Gurupi (Foto: Marcos Veloso/Secom)

Lançamento em grande estilo 

 Na sexta-feira, 8, o Centro de Convenções Mauro Cunha, em Gurupi, foi o grande palco escolhido para o lançamento da 6ª edição Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins-2019, obra de fôlego, que reúne em suas 392 páginas trabalhos em prosa e em verso de 46 autores de várias cidades do Tocantins.

Parceria

A iniciativa é fruto de uma parceria exitosa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Gurupi, com a  Academia Gurupiense de Letras (AGL), sendo que a  obra foi organizada pelo poeta, escritor e dramaturgo Eliosmar Veloso, que é vice-presidente  da AGL.

(Foto: Zacarias Martins)

Projeto democrático

Eliosmar Veloso destacou a importância desse Anuário para o fomento do fazer literário tocantinense, especialmente, por propiciar aos escritores novatos a oportunidade de figurarem com seus trabalhos lado a lado com autores veteranos, ao mesmo tempo, em que  a iniciativa confirma a grande efervescência multiforme e irisada da literatura contemporânea no Tocantins. “Este Anuário tem ainda a virtude de ser um projeto democrático e que graças a sua  importância, este ano recebeu, pela primeira vez, o apoio da Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo”, afirmou Veloso.

Entusiasmo do prefeito

Demostrando a sua satisfação em poder colaborar para a concretização dessa  edição do Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins-2019, o prefeito de Gurupi, Laurez Moreira (PSDB), fez questão de prestigiar lançamento e também parabenizou os poetas e escritores tocantinenses que contribuíram para a produção dessa obra que, segundo ele, “É uma grande vitrine para que os  escritores regionais possam colocar em evidência seus trabalhos literários. A classe está de parabéns pela qualidade nos trabalhos, sou um amante da literatura e irei apreciar com muito carinho cada texto”, disse.  

(Foto: Fábio Tuxá)

Literatura em evidência

A secretária da Cultura e Turismo de Gurupi, Zenaide Dias, que também é escritora, afirmou que graças a essa publicação, a produção literária contemporânea tocantinense ganha mais evidência, por esse motivo, recebeu o merecido apoio da sua Pasta, especialmente, por reconhecer a relevante importância dessa obra no contexto cultural do Tocantins. 

(Foto: Zacarias Martins)

Referência da literatura tocantinense

O poeta e professor André Goveia, secretário de Educação de Tocantínia, disse que se sentia gratificado em poder participar de uma obra de referência da literatura tocantinense, especialmente, por figurar ao lado literatos destacados na arte da escrita. “Minha alegria aumenta ainda mais por saber que estou representando a minha cidade de Tocantínia nessa obra que, certamente, ficará registrada com destaque nos anais do movimento literário do Tocantins”, afirmou. 

Colunista  do CT recebe homenagem

Durante o lançamento do Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins-2019, que abriu  com chave de ouro a programação festiva dos 61 anos de emancipação política de Gurupi, este titular desta coluna Livros & Cia recebeu uma singela homenagem da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, em reconhecimento aos nossos relevantes serviços prestados ao setor cultural  da cidade. Sensibilizados, agradecemos pela homenagem recebida. (Foto: Fábio Tuxá)

 


ZACARIAS MARTINS
É autor de seis livros de poesias e um de crônicas. Tem participação em mais de 50 antologias literárias pelo País afora. É ainda membro-fundador da Academia Tocantinense de Letras e da Academia Gurupiense de Letras. Integrou o primeiro colegiado do Conselho Estadual de Cultura do Tocantins. Também representa o Tocantins na Academia Brasileira de Jornalismo (ABJ).

Informações sobre eventos literários e lançamentos de livros devem ser enviadas para Zacarias Martins pelo e-mail [email protected]


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também