CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

LIVROS & CIA – Os autores do Anuário do TO e a história da família Neves de Tocantinópolis

LIVROS & CIA – Os autores do Anuário do TO e a história da família Neves de Tocantinópolis
5 (100%) 11 votos

Livros e Companhia

Livro sobre resíduos sólidos e logística reversa

Dois servidores de Palmas, João Marques e Adelúzio Azevedo, lançaram no dia 19 o livro O que faço com meu lixo? Resíduos sólidos – da geração à destinação final, no encerramento da 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), no Centro de Convenções Arnaud Rodrigues. Marques é O engenheiro civil, lixólogo, pós-graduado em Saneamento Ambiental, mestre e doutor em Educação, e responsável técnico pelo Aterro Sanitário de Palmas. Azevedo é economista, especialista em Limpeza Urbana, gestor de Resíduos Sólidos e mestrando em Engenharia Ambiental.

A partir de curso

 O livro O que faço com meu lixo? foi elaborado a partir do curso Impacto Ambiental e Gerenciamento de Resíduos Sólidos, ministrado por Marques em 2017, no Instituto 20 de Maio de Ensino, Ciência e Tecnologia (IVM). A publicação, que tem como mote a educação, conta com 320 páginas e 8 capítulos. Entre os temas abordados estão: história da limpeza e curiosidades sobre nomenclaturas, limpeza pública com base na legislação vigente, reciclagem, lógica reversa, compostagem e suas experiências profissionais no Aterro Sanitário de Palmas.

Também na Amazon

A obra aborda principalmente a Lei 12.305, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Para aqueles que se interessarem, é possível adquirir pela internet em e-book e no formato tradicional no site da Amazon por cerca de R$ 60.

Resgate histórico da família Neves

 Residindo em Belo Horizonte (MG), porém, natural de Tocantinópolis, na região norte do Tocantins, o escritor  João Adamo das Neves acaba de lançar pela Editora Veloso, de Gurupi, o livro Família Neves – Histórias e costumes, onde procura resgatar as raízes de sua família. 

Os Neves no Tocantins

A obra é prefaciada pelo seu compadre, o também escritor José  Francisco da Silva Concesso, integrante da Academia de Letras de Araguaína e Norte Tocantinense (Acalanto). Concesso destaca que João Adamo conseguiu fazer um minucioso relato da origem de sua família, que tem como  integrante mais ilustre o presidente Tancredo Neves. Entretanto, a família Neves também se enveredou pelo então norte de Goiás, hoje, base territorial do Estado do Tocantins, vindo parar na bucólica Boa Vista do Padre João, atual Tocantinópolis, capitaneado pelo patriarca Luiz Neves e sua esposa, dona Marcelina.

Biblioteca em Movimento

O projeto “Biblioteca em Movimento”, uma iniciativa da Defensoria Pública Estadual, oferece livros para as pessoas que aguardam o atendimento no órgão. Como o acesso aos títulos é livre, permitindo, inclusive, que a pessoa leve o livro para casa e o repasse a outro leitor, o acervo precisa, constantemente, ser renovado. Por isso, o projeto está com uma campanha de arrecadação de obras, que segue até 29 de outubro, quando se comemora o Dia Nacional do Livro.

De preferência livros de ficção

O projeto existe em todas as sedes de regionais da Defensoria e cada Diretoria organiza a sua campanha de recebimento de livros. Em Palmas, há pontos de coleta nos prédios da sede e no anexo da DPE-TO. Qualquer livro pode ser doado, mas a preferência é para livros de ficção, já que o acervo ainda conta com obras técnicas de Direito e outras áreas. 

Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins

O escritor e editor gurupiense Eliosmar Veloso, divulgou na terça-feira, 24, a relação dos autores com os respectivos trabalhos selecionados para o Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins 2019,  que deve ser lançado durante a programação de aniversário de Gurupi, em novembro. A edição dessa obra,  que tem por objetivo dar  mais visibilidade à produção literária tocantinense, conta  com o apoio da Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria Municipal de Cultura de Gurupi, além da Câmara de Vereadores.

46 participantes  de  16 cidades

Para o Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins 2019 foram selecionados trabalhos de 46 participantes  de  16 cidades, que vão participar com 154 textos em prosa e em verso. A cidade  tocantinense com o maior número de participante é  Tocantinópolis, com  9 autores, seguida por Gurupi, com 8, Palmas e Araguaína, com 7 cada e Filadélfia, com 3. As demais cidades participam com 1 ou 2 autores. Fizeram parte da comissão de Seleção, o poeta e jornalista Zacarias Martins, da Academia Tocantinense de Letras; a poetisa Ana Márcia Barros, da Academia Gurupiense de Letras; além do próprio Eliosmar Veloso.

A Ilustração

Tania Regina de Luca está lançando A Ilustração (1884-1892), estudo dessa revista que circulou entre Lisboa e Rio de Janeiro no final do século 19. Editada e impressa em Paris, tinha por principal atrativo veicular imagens produzidas para periódicos estrangeiros —em especial, sua congênere Le Monde Illustré, com a qual mantinha acordo operacional.

Um ‘videiro’

Quem movia A Ilustração era um cronista português de nome Mariano Pina. Nas palavras de Eça de Queirós, com quem conviveu, era um “videiro”. Entre outros colaboradores involuntários, explorou textos de Olavo Bilac e até uma carta de Émile Zola.

Trâmites comerciais

Graças à sobrevida do arquivo de Pina, conservado na Biblioteca Nacional de Portugal, a autora conseguiu recuperar em detalhe os trâmites comerciais e administrativos que regiam um empreendimento jornalístico no século 19.

Prêmio para livros de não ficção

A editora Todavia anunciou um prêmio literário para obras de não ficção. Nesta primeira edição, serão considerados trabalhos inéditos de biografia e reportagem sobre temas e trajetórias relevantes aos leitores brasileiros. As inscrições para Prêmio Todavia de Não Ficção podem ser feitas entre 21 de outubro e 17 de março de 2020 pelo site http://premio.todavialivros.com.br/.  O participante terá que enviar, no ato na inscrição, um projeto com sinopse e uma amostra do livro com no mínimo 160 mil caracteres.

Urgência e pertinência

Prêmio Todavia de Não Ficção vai privilegiar a urgência e a pertinência de reportagens e biografias em projetos que ampliem as fronteiras do gênero – histórias reais que nos ajudem a compreender o nosso tempo.

Primeira Virada do Livro

A primeira edição do Festival Mário de Andrade, ou a Virada do Livro, será realizada entre os dias 4 e 6 de outubro, em São Paulo. São 140 atrações, como bate-papo, oficinas, apresentações musicais, peças de teatro, performances e feira de livro. A Virada contará com a participação da atriz  Fernanda Montenegro, que acaba de lançar sua autobiografia; do escritor moçambicano Mia Couto e Zamaswazi Dlamini, responsável pela reunião da correspondência de seu avô, Nelson Mandela.

(Com sites dos jornais Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo) 


  • Para divulgar seus livros e eventos literários, envie informações e fotos para ct@clebertoledo.com.br

COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também