CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Ronaldo Teixeira finaliza Circuito Oficineiro, projeto aprovado no Promic, com última oficina em Taquaralto

O “Circuito Oficineiro – Oficina de Formatação de Projetos Culturais”, projeto de autoria do jornalista e gestor cultural, Ronaldo Teixeira – aprovado no Promic da Prefeitura de Palmas – e que previa a realização de quatro oficinas nas diferentes regiões da Capital, chega ao fim. A última oficina foi realizada na tarde do último dia 03 de julho em Taquaralto, Distrito de Palmas. Mais informações pelo e-mail pretextooficina@gmail.com ou no whatsapp (63) 9 9230-3182.

Segundo Ronaldo Teixeira, mesmo considerando uma baixa participação em face do quadro de pandemia vigente, e mesmo adotadas todas as medidas em segurança em saúde na aplicação das oficinas, o número geral de participantes foi bom. “Eu sabia da dificuldade de realizar as oficinas presencialmente, inclusive, quero aqui agradecer todo o corpo técnico da Fundação Cultural de Palmas, pela compreensão e apoio. Eu quis fazer nesse formato como forma de me testar enquanto oficineiro, pois foi a primeira vez que realizei algo nesse formato. E, pelos retornos positivos de alguns participantes acho que fui feliz”, destacou o oficineiro.

Ainda segundo o oficineiro, alguns municípios do interior do Estado já estão interessados na oficina. “Estou à disposição das prefeituras que quiserem levar essa oportuna oficina para os seus munícipes. Ademais, devem vir novos editais estaduais e municipais com a aprovação da Lei Paulo Gustavo, que prevê mais de 4 bilhões para o setor cultural até 2022”, ressaltou Ronaldo Teixeira.

Depoimentos

Apesar da pandemia, o Circuito Oficineiro teve boa aceitação em suas edições. A seguir, alguns artistas participantes da quarta e última edição, falam sobre a participação no projeto:

“Quero agradecer pela oportunidade de participar da Oficina de Formatação de Projetos Culturais. Foi muito bom, satisfatório, didático, coeso, com linguagens claras. O modo de fazê-lo com finalidade prática trouxe-me muito mais ideias do que tinha quando fiz a minha inscrição”, afirmou Jefersandro Jácome, músico e professor universitário, que ainda apontou a necessidade de se levar essa oficina para os outros municípios tocantinenses. “Espero que leve o projeto para o interior, visto que o Tocantins inteiro é repleto de grandes artistas e a Oficina poderá beneficiar bastante gente”, finalizou o músico.

“Quero agradecer a participação no Circuito Oficineiro – Oficina de Formatação de Projetos Culturais, ministrada por esse grande profissional, Ronaldo Teixeira, jornalista e escritor que, generosamente teve um olhar sensível, atento e emergencial em nos oferecer esse conhecimento de como formatar projetos culturais para editais. Considero a minha participação nessa oficina como um divisor de águas na minha trajetória, pois esse conhecimento vem agregar, vem somar de forma positiva, nas construções e produções culturais dos artistas tocantinenses”, afirmou a cantora e compositora, Edi Ribeiro.

Circuito Oficineiro – Oficina de Formatação de Projetos Culturais

Um dos projetos aprovados no Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), da Prefeitura de Palmas, via Fundação Cultural – o “Circuito Oficineiro – Oficina de Formatação de Projetos Culturais” previa a capacitação de artistas e produtores culturais das mais variadas áreas, para formatação de seus projetos culturais dentro das coordenadas adotadas pelo Edital Promic, da Prefeitura de Palmas (TO), do ProCultura, do Governo do Tocantins, seguindo o padrão do Sistema Nacional de Cultura (SNC), além de servir para outros editais da iniciativa privada (Rumos Itaú Cultural, Vivo, Natura…). O público alvo foi formado por artistas das mais diversas áreas, como escritores, poetas, pintores, escultores, dançarinos, teatrólogos, artesãos e outros, bem como produtores e agentes culturais do Município, com idade mínima a partir de 16 anos.

Ronaldo Teixeira

Ronaldo Coelho Teixeira, poeta, escritor e jornalista cearense, radicado no Tocantins. Por quatro (04) vezes foi ganhador da Bolsa Maximiano da Matta Teixeira, do Governo do Tocantins (inclusive, o último edital ProCultura, de 2013, ainda não pago pelo Estado), formatando, ele mesmo, todos os projetos literários de sua autoria, como Visuautoretrato, sobre a vida e obra do artista plástico Mauro Cunha (In Memorian), que ficou como suplente (https://central3.to.gov.br/arquivo/276254/) e Agenda Tocantina 2015 (https://central3.to.gov.br/arquivo/276266/); Formatou e emplacou outros projetos em outras áreas para diversos artistas, como de Música, do cantor e compositor Dorivã “Folia Dourada” – Gravação de CD de Música (https://central3.to.gov.br/arquivo/276224/) e também de Chiquinho Chokolate. Formatou o Projeto Meninos do São João, do cantor Dorivã, no edital Itaú/Unicef 2015/2016, que chegou a ser finalista em Goiânia, Goiás. (https://premioitauunicef.cenpec.org.br/finalista-e-semi/11a-edicao-2015-2016-semifinalistas/); formatou o projeto “Feira de Cá – Keila Lipe Interpreta Sucessos Tocantinenses nas Feiras de Palmas”, também aprovado no Promic 2019; formatou o projeto “Chico Fran Entre Amigos”, do cantor e compositor, aprovado no edital de Música da Lei Aldir Blanc no Tocantins; e também tem aprovado seu projeto “Antologia Tocantina 2021 José Gomes Sobrinho”, no edital de Literatura da Lei Aldir Blanc no Tocantins.

Participou ativamente do movimento cultural em Gurupi e no Estado do Tocantins, desde à época de Goiás, atuando como conselheiro municipal de Cultura e presidente da Associação de Artes de Gurupi (AAG). Atuou como coordenador de Arte e Cultura na Fundação Cultural de Gurupi e depois Secretaria Municipal de Cultura de Gurupi, entre 2005 e 2012, quando formatava e realizava projetos culturais dos mais diversos, como festivais de música, concursos de poesia, festejos juninos, fóruns municipais e intermunicipais de Cultura. Inclusive, emplacou um financiamento a fundo perdido de R$ 110 mil reais junto ao Governo Federal, para aquisição de equipamentos e instrumentos musicais para a Fundação Cultural de Gurupi em 2010, por meio da plataforma Siconv.

Promic

O Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), fomenta, por meio de edital, projetos artísticos, culturais e de cidadania com recursos financeiros do Fundo Municipal de Apoio à Cultura, da Prefeitura Municipal de Palmas, por meio da Fundação Cultural de Palmas. O Promic tem como objetivo fomentar, incentivar, valorizar, estimular, fortalecer, capacitar e difundir bens e serviços culturais em Palmas, patrocinando por meio de seleção pública, projetos que buscam realizar pesquisas, criação, produção e circulação de trabalhos culturais e artísticos.

Serviço

O quê: Projeto “CIRCUITO OFICINEIRO – OFICINA DE FORMATAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS”, de Ronaldo Teixeira, aprovado no Promic, tem sua conclusão em Palmas

Como: realização de oficinas com acesso gratuito

Onde: 1.204 Sul, Memorial Coluna Prestes, 405 Norte, e Taquaralto (Palmas-TO)

Quando: entre junho e julho de 2021

Informações: (63) 9 9230-3182 / pretextooficina@gmail.com


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também