CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

BOM DIA – Amastha foge da foto e o que era para unir desune ainda mais

0
BOM DIA – Amastha foge da foto e o que era para unir desune ainda mais
5 (100%) 3 votos

A ausência na reunião das oposições na sexta-feira, 6, na chácara da senadora Kátia Abreu (PDT), e a decisão desse domingo, 8, de não conversar em grupo, mas individualmente, revelam que o ex-prefeito de Palmas e pré-candidato a governador Carlos Amastha (PSB) está disposto a não aparecer em público com aqueles que ele chama de “velha política”. Amastha demonstra querer aglutinar a força desses grupos adversários do Palácio Araguaia no seu entorno, mas sem se contaminar pelo desgaste deles.

A reunião atabalhoada de sexta-feira, já que ficou demonstrado que não estava bem amarrada com os principais atores envolvidos, foi um retumbante fracasso

CLEBER TOLEDO É jornalista e editor do CT

Por isso, o ex-prefeito da Capital preferiu fugir da foto que seria o principal destaque da malsucedida reunião da chácara de Kátia. A imagem mostraria o autoproclamado “novo” ao lado de algumas das figuras mais tradicionais da política tocantinense, como a própria senadora, o senador Vicentinho Alves (PR) e Marcelo Lelis (PV). Era um caminho sem volta.

A partir desse retrato, se Amastha confirmasse a aliança com a “velha política”, assumiria todo o desgaste consequente. Caso resolvesse assumir o farisaico papel de “novo” que insiste em desempenhar e não se unisse a esses “velhos políticos”, se veria obrigado a explicar a foto diariamente até outubro.

Ao decidir pela conversa individual com a “velha política”, Amastha deixa transparecer que quer o espólio de Kátia, PR, PV e MDB, por exemplo, mas escondendo as figuras que sempre defenestrou. Na prática, buscaria a capilaridade de que precisa através de representantes desses grupos, sem colocar seus líderes maiores no palanque. Mas como fazer isso?

De toda forma, a reunião atabalhoada de sexta-feira, já que ficou demonstrado que não estava bem amarrada com os principais atores envolvidos, foi um retumbante fracasso. Ao invés de unir as oposições, a desuniu ainda mais, como bem profetizou um dirigente partidário ao CT: “Vai implodir antes de começar”.

Na verdade, já implodiu. A não ser que haja uma mudança extremamente drástica até o início de agosto, possibilidade remotíssima, os grupos diversos das oposições vão caminhar divididos.

É muito ego concentrado para se colocar o Tocantins em primeiro lugar.

CT, Maringá (PR), 9 de julho de 2018.

Leia também
Receba notícias do CT em seu e-mail
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...