CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Ricardo Ayres viabiliza R$ 10 milhões para contratação de médicos especialistas em 86 municípios

Um esforço conjunto entre o deputado federal Ricardo Ayres (Republicanos-TO), o Ministério da Saúde e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins – COSEMS, garantiu o pagamento de R$ 10 milhões, que vão aprimorar a qualidade dos serviços de saúde em 86 cidades, com a implantação do programa Equipes Multiprofissionais na Atenção Primária à Saúde – eMult em várias localidades, algumas delas atuando como polos de atendimento em diversas especialidades médicas e também com previsão de atendimento via telemedicina. A previsão é que em 2024 os municípios recebam a totalidade de R$ 20 milhões para a manutenção do programa.

Um destaque importante no processo de concretização desse avanço para a saúde dos municípios foi o papel fundamental desempenhado por Ayres. Sua atuação foi crucial na obtenção de apoio aos prefeitos envolvidos no Consórcio Intermunicipal de Saúde. O parlamentar visitou dezenas de municípios e se reuniu com grande parte dos secretários municipais de saúde para expor o projeto e falar da garantia de recursos federais e de emenda individual própria para viabilizar essa iniciativa.

“Aprimorar as equipes de profissionais de diversas áreas é crucial para assegurar um cuidado completo à saúde da comunidade, aumentando a eficácia no tratamento de questões de saúde primária. Com essas equipes atuantes, a população do Tocantins terá acesso a serviços de especialistas nas Unidades Básicas de Saúde, abrangendo áreas como cardiologia, psiquiatria, nutrição, geriatria, entre outras especialidades”, detalhou Ayres.

Ressaltando a importância adicional deste programa, ele acrescentou: “Isso não apenas melhora a qualidade do atendimento médico, mas também alivia a pressão sobre os grandes centros médicos de saúde, permitindo que as comunidades recebam atenção especializada em seus próprios municípios”.

Parcerias estabelecidas

O projeto tem sido liderado no âmbito do Governo Federal pelo Secretário Nacional de Atenção Primária do Ministério da Saúde, Nésio Fernandes. Ele garantiu que a partir de 2024 os recursos já possuem previsão orçamentária para manter o programa nos municípios.

“Estamos desenvolvendo redes de apoio localizadas, criando sistemas de saúde comunitários, melhorando estruturas e facilitando a organização e o acesso no sistema de saúde. Essa abordagem é aplicável em municípios de diferentes tamanhos, baseando-se na área de atuação de equipes de saúde familiar. Em qualquer lugar com uma ou mais dessas equipes, será possível integrar uma equipe multiprofissional. Este modelo é flexível, adequando-se a diferentes contextos, e visa transformar a área do município em um espaço de atenção integral à saúde da população”, enfatizou o secretário, Nésio Fernandes.

Municípios beneficiados

Os 86 municípios são: Aguiarnópolis, Aliança do Tocantins, Ananás, Angico, Aparecida do Rio Negro, Aragominas, Araguacema, Araguanã, Araguatins, Axixá, Babaçulândia, Barra do Ouro, Brejinho de Nazaré, Buriti do Tocantins, Cachoeirinha, Campos Lindos, Cariri do Tocantins, Carrasco Bonito, Caseara, Centenário, Chapada da Natividade, Crixás, Dianópolis, Dois Irmãos, Dueré, Esperantina, Filadélfia, Formoso do Araguaia, Goiatins, Gurupi, Ipueiras, Itacajá, Itaguatins, Jáu do Tocantins, Lagoa do Tocantins, Lizarda, Luzinópolis, Marianópolis, Mateiros, Monte do Carmo, Muricilândia, Natividade, Nazaré, Nova Rosalândia, Novo Acordo, Novo Jardim, Oliveira, Palmas, Palmeirópolis, Pedro Afonso, Peixe, Pindorama, Piraquê, Ponte Alta do Tocantins, Porto Alegre do Tocantins, Porto Nacional, Praia Norte, Recursolândia, Riachinho, Rio da Conceição, Rio Sono, Santa Fé do Araguaia, Santa Rita do Tocantins, Santa Rosa do Tocantins, Santa Tereza do Tocantins, Santa Terezinha, São Bento, São Salvador, São Sebastião do Tocantins, São Valério, Silvanópolis, Sítio Novo, Sucupira, Taipas, Talismã, Tocantinópolis, Tupírama, Wanderlândia, Xambioá.

Confira os profissionais que poderão ser incluídos nas equipes

Arte educador; Assistente social; Farmacêutico Clínico; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Médico Acupunturista; Médico Cardiologista; Médico Dermatologista; Médico Endocrinologista; Médico Geriatra; Médico Ginecologista/Obstetra; Médico Hansenologista; Médico Homeopata; Médico Infectologista; Médico Pediatra; Médico Psiquiatra; Nutricionista; Profissional de Ed. Física na Saúde; Psicólogo; Sanitarista; Terapeuta. (Da assessoria de imprensa)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também