CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Altos preços praticados pela Gol no Tocantins fazem bancada federal recorrer ao Cade

Parlamentares querem redução dos preços das passagens e abertura de processo administrativo

Altos preços praticados pela Gol no Tocantins fazem bancada federal recorrer ao Cade
5 (100%) 1 voto

Representação contra a Gol Linhas Aéreas assinada pelos oito deputados federais e três senadores do Tocantins foi protocolada nesta segunda-feira, 8, Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A bancada federal tocantinense pede que a empresa volte a praticar os preços de passagens aéreas do primeiro trimestre do ano passado, acrescidos de correção da inflação via Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M); e a abertura de processo administrativo para apurar possível infração contra a ordem econômica.

Na tabela da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o preço médio do trecho Palmas-Brasília no primeiro trimestre de 2018 estava em R$ 214 contra R$ 470 do mesmo período deste ano – um aumento de 120%. Já um estudo no site da Gol mostra que os preços praticados em Palmas para Brasília tem quilômetro voado até quatro vezes mais caros que cidades como Macapá, Rio Branco, Porto Velho, Presidente Prudente, Marabá e Santarém, todos do mesmo porte que a capital tocantinense. Com base nestes levantamentos que a representação foi apresentada

Autor da representação, o deputado federal Tiago Dimas (SD) afirma haver muitos indicativos de que a Gol usa a rota de Palmas para se recuperar de prejuízos em outras linhas aéreas. “Infelizmente, ao que parece, nós tocantinenses estamos sendo usados e explorados”, frisou o parlamentar ao destacar que o governo do Tocantins reduziu o ICMS para o combustível da aviação em até 11 pontos percentuais (de 14% para 3%) e esse benefício precisa ser devolvido para a população.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também