CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Pesquisa diz que restrições por pandemia devem desempregar 32 mil trabalhadores no comércio de Palmas

Pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Palmas (CDL) mostra que 56,5% das empresas entrevistadas não têm condições financeiras de realizar o pagamento dos funcionários deste mês, como consequência das medidas de restrições por conta dos decretos municipais e estadual para prevenção ao novo coronavírus. A pesquisa foi realizada entre segunda-feira, 23, e esta quarta-feira, 25. Ainda de acordo com a pesquisa, somente 23,7% afirmam que conseguirá arcar com a folha de pagamento dos funcionários neste mês e 19,9% ainda não sabem.

60,2% pretendem demitir

Ainda de acordo com o levantamento, 60,2% das empresas pretendem demitir funcionários nos próximos dias, das quais 18,8% devem dispensar até 75% do quadro; 17,1% até 50%; 11,6% até 20%; 8,8% até 30% e outros 3,9% até 40% do quadro. Cerca de 39,8% não pretendem demitir funcionários nos próximos dias.

32 mil desempregados

O comércio de Palmas emprega aproximadamente 80 mil pessoas, essa expectativa de demissão pode deixar cerca de 32 mil pessoas desempregadas na Capital.

Suspensão e isenção de impostos

A pesquisa também abriu espaço para ouvir a opinião de cada empresário e, segundo a CDL, a sugestão, quase unânime, foi alguma medida para atenuar o impacto dos gastos com tributos, seja a suspensão, parcelamento, adiamento ou isenção. Os empresários também sugerem medidas específicas para pequenos empreendimentos, que, segundo os entrevistados, não estão sendo abrangidos nas ações apresentadas.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também