CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

TADEU ZERBINI / Pedido de desculpas às futuras gerações de brasileiros

Ouça a matéria

Este pedido está sendo escrito no mês de abril do ano de 2021. Não sei se aí no futuro vocês ficaram sabendo da pandemia provocada pelo vírus “coronavírus SARS-CoV-2” que assolou o mundo no ano de 2020 e 2021. Pois é, até agora, aqui no Brasil, já se contabilizam 13.599.994 casos confirmados e 358.425 mortes pelo vírus. O nosso país é considerado como uma ameaça ao mundo. A pandemia está completamente descontrolada.

Peço que perdoem minha geração por não ter conseguido sensibilizar nossos governantes para levarem a sério a pandemia. Para vocês terem ideia do que está acontecendo, o nosso presidente da república disse, no início da circulação do vírus, que era só uma gripezinha e determinou que o povo tomasse um determinado antiparasitário para fazer frente à doença.

A Organização Mundial da Saúde alertou ao mundo que até que chegasse a vacina a única forma de controlar a pandemia seria usando máscaras e álcool em gel e fazer distanciamento. Vocês não vão acreditar, tem milhões de brasileiros que não usam máscara e muito menos fazem o distanciamento social, copiando as orientações do infeliz presidente da república.

Com o vírus matando mais de 3.000 pessoas por dia, o transporte público fica lotado de brasileiros que acabam adoecendo sem poder pedir ajuda a ninguém. Na verdade são transportados para os cemitérios que já estão em seus limites.

As forças de segurança gastam uma fortuna em recursos públicos para fiscalizarem a aglomeração de pessoas e mesmo assim as festas com 200 ou mais pessoas acontecem no país todo sem que houvesse qualquer preocupação com o vírus.

Os hospitais estão com a capacidade de atendimento esgotada. Faltam oxigênio, leito, remédio, médicos e UTIs. Muitas pessoas morrendo porque não tem oxigênio e UTI para todo mundo.

Milhões de brasileiros estão desempregados, milhões estão passando fome, milhões estão sem expectativa nenhuma. As micro e pequenas empresas estão fechando as portas definitivamente e nossos governantes não fazem nada de sério para resolverem os problemas.

O Brasil é considerado uma das maiores economias do mundo, mas não comprou vacinas quando devia. Desde que começou a pandemia já tivemos 4 ministros da saúde e nenhum conseguiu resolver a situação. O país está à deriva do mundo, navegando em mar de sangue e de dor.

Estamos em abril de 2021 e o orçamento da união que deveria ser aprovado até dezembro de 2020, ainda está com problemas para ser sancionado. Em meio à uma pandemia nossos congressistas estão preocupados em arrumar mais dinheiro para suas emendas parlamentares e deixando o resto da população entregue ao “DEUS DARÁ”.

Pastores e padres querendo abrir igrejas e templos e para isto acontecer entraram com recurso junto ao STF e lhes foi negado. É doentia a mentalidade de milhões de brasileiros. A morte passou a ser uma coisa banal, mesmo para os religiosos inescrupulosos que acreditam que Deus só se faz presente dentro de igrejas e templos. Para milhões de brasileiros a ciência nada mais é do que palpites de pesquisadores que querem aparecer. Triste.

Nossa economia está em frangalhos com a inflação começando a aumentar. Os preços da gasolina, etanol, gás, arroz, feijão carne e tudo mais passaram dos limites tolerados pelo povo. É um absurdo a falta de empatia social por parte do governo.

Nossas escolas e universidades estão fechadas. Nossas crianças estão sofrendo sem saberem o que vai acontecer com elas no futuro.

As gerações que vivem este momento no Brasil estão divididas. Milhões de pessoas defendem um tal de ‘mito” e outras milhões são chamadas de comunistas porque estão fazendo frente ao descaso com que a população brasileira está sendo tratada.

Nossas redes sociais viraram campo de batalha. É uma baixaria inacreditável. As pessoas não acreditam mais no jornalismo profissional, preferem acreditar nas mentiras veiculadas com a intenção de confundir os menos esclarecidos. E tudo isto por causa de uma eleição que vai acontecer no ano de 2022. O preço que milhões de brasileiros estão pagando não é justo e muito menos, humano.

Não deixem que aconteça essas mazelas aí no futuro.

Peço desculpas a vocês por este período triste da história brasileira.

A morte, a dor e a tristeza passou a fazer parte do cotidiano dos brasileiros.


TADEU ZERBINI
É economista, especialista em Gestão Pública, professor e consultor
ctzl@uol.com.br


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também