CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Dimas diz que “lockdown” do Estado está vigente com o decreto de Araguaína e cidadão deve seguir “o mais restritivo”

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (Podemos), fez uma transmissão ao vivo na tarde desta segunda-feira, 18, para prestar esclarecimentos sobre os conflitos entre o decreto de fechamento total do governador Mauro Carlesse (DEM) – o chamado lockdown – e as medidas de contenção contra a Covid-19 já adotadas pelo município. O pronunciamento foi marcado por críticas do gestor ao Palácio Araguaia.

Dois decretos vigentes: siga o mais restritivo

Ronaldo Dimas esclareceu que o Decreto de Araguaína já previa a adesão automática de qualquer determinação de esfera superior, fosse estadual ou federal. “O lockdown vai ajudar, tenho certeza. Vamos fazer, vamos respeitar a hierarquia”, comentou o prefeito, que disse que as duas determinações estão vigentes no município. Sobre os conflitos pontuais entre legislações, o gestor explicou que o cidadão deve “obedecer o mais restritivo”. Ele citou, por exemplo, o serviço de mototaxistas, que o Estado permite, mas a cidade não.

Alta complexidade é de responsabilidade do governo

Além da explicação sobre a relação entre os decretos, Ronaldo Dimas reservou boa parte da transmissão para elencar as ações que o município adotou contra a Covid-19, sem fugir das críticas ao Palácio Araguaia. O prefeito reforça que todas as medidas de isolamento adotadas tinha como principal objetivo a estruturação da rede de saúde para garantir o atendimento a todos, o que não teria sido feito de maneira suficiente. “A responsabilidade de alta complexidade é do governo. As ações têm e tinham que partir do governo do Estado”, destaca.

Só 10 novos leitos no HRA

O prefeito indica que município recebeu pouco apoio do Palácio Araguaia, apesar de ser referência da região macro-norte do Tocantins. “Estes 60 dias foram destinados para que esta rede, no caso a estadual, seja estruturada. O que é que foi feito? O que ampliou? Sem entrar no mérito de outros municípios, eu vou falar o que foi feito em Araguaína na rede estadual: conseguiu única e exclusivamente 10 novos leitos exclusivos para Covid-19 no Hospital Regional”, resume Ronaldo Dimas.

“Enquanto a cigarra canta, as formiguinhas trabalham”

Ronaldo Dimas seguiu com as críticas. “Neste período todo, a gente esperava uma estruturação melhor. A rede estadual não conseguiu se estruturar em Araguaína, mas nós não ficamos esperando”, comentou. O prefeito diz que o município saiu de zero para 67 leitos para atender diagnosticados com Covid-19, sendo apenas dez vindos de ajuda do Palácio Araguaia. “Enquanto a cigarra canta, as formiguinhas trabalham”, emendou. A prefeitura ainda trabalha com a expectativa de abrir 71 novos leitos, sendo 31 ainda nesta semana, na unidade denominada Corona Norte.

Outro lado

Em videoconferência com deputados, Carlesse chama Dimas de “mentiroso”, diz que ações são do Estado e culpa prefeito por “explosão” de Covid-19 em Araguaína

Confira a íntegra do pronunciamento do prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas:

Esclarecimento sobre os decretos municipal e estadual.

#araguaina #todoscontraocorona

Posted by Prefeitura Municipal de Araguaina on Monday, 18 May 2020


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também