CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Sobre remanejamento de R$ 32 mi, Kátia diz que atraso nas obras do HGP “custou a vida e sofrimento de muitas famílias” 

Sobre remanejamento de R$ 32 mi, Kátia diz que atraso nas obras do HGP “custou a vida e sofrimento de muitas famílias” 
5 (100%) 10 votos

A senadora Kátia Abreu (PDT) divulgou uma carta aberta na qual conta a movimentação para que o Estado conseguisse autorização da Justiça Federal para remanejar os R$ 32 milhões retidos no Banco do Brasil por três anos, em consequência da operação Ápia, da Polícia Federal, para a conclusão do Hospital Geral de Palmas (HGP). “Estou agradecida a Deus e a todos que foram sensíveis à nobre causa. Este atraso custou a vida e sofrimento de muitas famílias do nosso Estado”, afirmou a parlamentar na carta.

O juiz federal Adelmar Aires Pimenta da Silva, da 2ª Vara Federal, autorizou nessa quinta-feira, 16, o remanejamento para os cofres do governo do Tocantins dos R$ 32 milhões de um empréstimo junto ao Banco do Brasil que estavam bloqueados a pedido do Ministério Público Federal (MPF), por conta da operação Ápia, que investiga desvios na construção de rodovias estaduais no governo Sandoval Cardoso.

Segundo o procurador-geral do Estado, Nivair Vieira Borges, parte da operação de crédito do Estado de R$ 64,8 milhões foi destinada pelo governo à construtora Barra Grande Construções Ltda, alvo da Ápia e que era responsável pela construção da rodovia TO-428, que liga Santa Maria a Recursolândia. Assim, no banco ainda haviam esses R$ 32 milhões.

Ao comemorar a decisão da Justiça nessa quinta, o governador Mauro Carlesse agradeceu Kátia. “Quero agradecer também o importante trabalho da senadora Kátia Abreu, que teve papel fundamental na solução deste caso”, destacou o governador.

Leia a seguir a íntegra da carta aberta da senadora:

“Amigos irmãos tocantinenses,

No final de janeiro deste ano, fiz uma visita institucional à Secretaria de Saúde do Estado me colocando à disposição para apoiar a saúde, que tem sido há anos um problema grave pra todos nós.

O Secretário de Saúde, Dr. Renato, e eu conversamos por cerca de duas horas. E ele me deu uma tarefa especial: que eu trabalhasse junto ao judiciário em Brasília para liberar R$ 32 milhões retidos no Banco do Brasil por 3 anos, em consequência da operação APIA da Polícia Federal,  para a conclusão do Hospital Geral de Palmas.

No primeiro momento pensei ser uma missão impossível, mas me lembrei de um  princípio que sempre guiou minha vida: “só não tem jeito pra morte”.

No dia 11 de fevereiro, me foi enviado todo o processo e me debrucei a estudar o caso nos detalhes para encontrar as possíveis soluções.

Montamos uma força tarefa, composta por Dr. Nivair, procurador do Estado, Dr. Renato, secretário de Infraestrutura e eu.

Nós nos municiamos de documentos técnicos e petições judiciais para executar a tarefa junto ao Superintendente do BB no Tocantins, Dr. Rui, da Justiça Federal em Brasília e no Tocantins.

Queríamos a liberação dos R$ 32 milhões para terminar a construção do HGP, obra que não tinha nenhum envolvimento na operação da PF.

E ontem, dia 16 de maio de 2019, após 3 meses de trabalho, recebemos a boa notícia. O Juiz Federal Dr Adelmar Aires Pimenta, da Segunda Vara Federal em Palmas, proferiu decisão favorável à liberação dos recursos para o Governo do Estado concluir a obra do HGP.

Estou agradecida a Deus e a todos que foram sensíveis à nobre causa. Este atraso custou a vida e sofrimento de muitas famílias do nosso Estado.

Mas vamos em frente na luta pela conclusão do Hospital de Gurupi e a construção do Hospital de Araguaína.

Eu e o Governador Carlesse estivemos em lados opostos nas últimas eleições, mas sou, em primeiro lugar, aliada do Tocantins e de toda nossa gente.

O Governo do Estado e o povo tocantinense pode contar comigo sempre em quaisquer circunstâncias.

Agradeço a confiança do Governador no cumprimento da missão.

Kátia Abreu
Senadora do Tocantins”


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também