CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Novo presidente do PT Metropolitano aposta na “unidade da esquerda” nas eleições de 2020

Recentemente eleito presidente do diretório metropolitano do Partido dos Trabalhadores (PT), João Helder Vilela falou à Coluna do CT na manhã desta terça-feira, 24, que a intenção da legenda no município é construir um bloco de esquerda para as eleições de 2020. O petista destacou que a sigla tem um quadro com bons nomes para disputar o Executivo da Capital, mas disse que respeitará “a possibilidade de coligação”.

União da esquerda contra “direita radical”

Vilela aposta que a reconstrução da esquerda brasileira passa por esta união já nas eleições municipais. “O meu ponto de vista é o seguinte: o Brasil a partir das eleições de 2018 polarizou entre a centro-esquerda e centro-direita. Acontece que não podemos pensar em eleição em Palmas, sem pensar em 2022. Nesta condição, vamos ver se a gente consegue construir um bloco de esquerda. Para fazer o enfrentamento desta direita radical”, comentou o petista em referência à ascensão de Jair Bolsonaro (PSL) ao Palácio do Planalto.

Relação construída de agora

Apesar da intenção de unificar partidos de esquerda, o presidente petista afirma que esta aproximação com os demais partidos é algo começa a partir da sua gestão. “Esta relação vai ser construída a partir de agora”, admitiu Vilela. Que vê este alinhamento como um objetivo de todos, mas projeta a necessidade de uma postura madura. “Devo dizer que é vontade geral de todos os partidos de esquerda que esta unidade aconteça, mas é preciso muito amadurecimento político para que as  paixões pessoais não se sobreponham”, afirmou.

Nomes para o Paço

Vilela não quis adiantar qualquer pré-candidato, mas garantiu o lançamento de uma candidatura de esquerda na disputa pelo Paço. “A frente vai apresentar um nome para disputar a Prefeitura de Palmas. Por outro lado, existe a cogitação de vários pré-candidatos, cada um dentro do seu conjunto partidário, mas nada disto definido. Vamos respeitar a possibilidade da coligação”, apontou o petista.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também