CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Senadora Kátia Abreu é confirmada como nova coordenadora da bancada em reunião com momentos tensos

Como antecipado pela Coluna do CT, a senadora Kátia Abreu (Progressistas) assumiu no final da tarde dessa quarta-feira, 11, a coordenação da bancada federal. O nome dela foi confirmado em reunião com a presença de nove congressistas. Só não foram o senador Eduardo Gomes (MDB) e o deputado Osires Damaso (PSC), que mandou representante. Coincidentemente, os dois nomes que eram os preferidos do Palácio Araguaia para a função. Kátia, afastada do governo Mauro Carlesse (DEM) e oposição ao presidente Jair Bolsonaro, substituiu o deputado Carlos Gaguim (DEM).

Reação da bancada

A indicação dela foi uma reação da bancada ao Palácio Araguaia, com quem a maioria anda muito insatisfeita. As divergências começaram no início do governo, com a não nomeação de aliados. Além disso, os congressistas reclamam da falta de valorização deles nos eventos do Estado com recursos que a bancada conquistou. O secretário de Comunicação, Élcio Mendes, negou isso à Coluna do CT, em entrevista nessa quarta. Segundo ele, Carlesse sempre valoriza os congressistas e os cita nas solenidades.

Momentos tensos

A reunião contou com alguns momentos tensos entre o ex-coordenador Gaguim e alguns parlamentares. Entre os motivos, voltou à pauta a discussão de não permitir que o governo do Tocantins coloque na Praça dos Girassóis os 428 ônibus que serão entregues aos municípios e foram adquiridos com emendas da bancada. Como quem faz o processo de aquisição é o Estado, ainda que os recursos sejam federais, dificilmente os parlamentares conseguirão impedir o governador de estacionar esses ônibus na praça. Além disso, deputados contaram à coluna que Gaguim citou na discussão a questão da segurança dos veículos, que estariam expostos se fossem colocados no estacionamento do Estádio Nilton Santos, como defendem alguns que se faça.

Não assinou

A deputada federal Dulce Miranda (MDB) enviou nota à coluna em que afirma não ter assinado o documento que indica a senadora Kátia Abreu como coordenadora da bancada. Kátia foi a maior crítica do último governo Marcelo Miranda (20015-2018). Segue a nota:

“Relativo à matéria publicada sobre as assinaturas para a coordenação da Bancada do Tocantins, a Deputada Federal, Dulce Miranda afirma que sempre esteve do lado do povo do Estado, independente de quem seja o coordenador ou coordenadora, e sempre mantém boas relações com os colegas do Parlamento, no entanto, a Deputada esclarece à população que não assinou  documento, conforme matérias divulgadas pela imprensa”.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também