CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Sintet denuncia suposto evento eleitoral em CMEI; prefeitura nega e coligação de Amastha fala em “armação tosca”

0
Sintet denuncia suposto evento eleitoral em CMEI; prefeitura nega e coligação de Amastha fala em “armação tosca”
5 (100%) 1 voto

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintet) emitiu nota de repúdio nesta quinta-feira, 13, para denunciar o uso da unidade de ensino infantil Sementinhas do Saber na quarta-feira, 12, para evento da coligação “A Verdadeira Mudança”. A entidade divulga como provas fotos que mostram cartazes dos candidatos a governador e vice do grupo – Carlos Amastha (PSB) e Oswaldo Stival (PSDB), respectivamente – na porta da escola. Em resposta, a chapa fala em “armação tosca e irresponsável”. Ao CT, a prefeitura garantiu que o centro não foi palco da reunião política e que vai denunciar os responsáveis por fixar as propagandas.

De acordo com o Sintet, a organização do evento e a fixação de cartazes da coligação “A Verdadeira Mudança” aconteceu “momentos antes dos pais irem buscar seus filhos” no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI).  “Com mais esse acontecimento, o Sintet comprova que várias unidades educacionais estão sendo usadas como currais eleitorais, onde o papel de alguns dos diretores se resume boa parte em serem cabos eleitorais de políticos que se utilizam de cargos comissionados na direção de escolas, para liderarem e conseguirem votos na comunidade onde essas unidades educacionais se localizam”, dispara a entidade.

O sindicato ainda afirma na nota que a direção da unidade já chegou a negar o espaço da escola para professores debaterem calendário de reposição com a comunidade. Por fim, o suposto episódio é usado para criticar o candidato a governador do grupo, que foi prefeito de Palmas de 2013 a abril deste ano. “Esse fato colabora para explicar a não aceitação da eleição democrática para diretor de escola, durante toda a gestão de Carlos Amastha,reiterando inclusive a transformação das unidades educacionais em currais eleitorais e que é contrária a posição do Sintet”, encerra a nota, pedindo a implementação da eleição direta para unidades educacionais.

“Evento não ocorreu na unidade”
Por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a Prefeitura de Palmas afirmou ao CT que “não permite qualquer tipo de atividade política eleitoral nas dependências das unidades educacionais”. O Paço relata que consultou gestores e funcionários do CMEI Sementinhas do Saber e concluiu que o evento não ocorreu na escola e em “nenhuma hipótese organizado pelos seus servidores”.

A Prefeitura de Palmas revela que a gestora do CMEI admitiu ter percebido uma movimentação uma movimentação política em casas próximas à unidade no fim da tarde de quarta-feira, 12, mas foi assegurado que “nenhum servidor da estava fazendo parte da reunião”. Já em relação aos cartazes afixados nas grades da escola, o Executivo informou que vai levantar imagens do sistema de câmeras do colégio para  identificar os responsáveis e denunciá-los à Justiça Eleitoral.

“Armação tosca e irresponsável”
Acusado pelo sindicato, a coligação “A Verdadeira Mudança” enviou nota em que afirmar “lamentar” o fato do Sintet ter sido “induzido a dar crédito a uma ação de cunho eminentemente político”. A chapa encabeçada por Carlos Amastha também fala em denunciar o caso ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

“A coligação vê com muita preocupação o fato de o sindicato, uma entidade que representa classe tão nobre como a dos professores, seja usada eleitoreiramente para propagar inverdades sem nenhum fundamento minimamente concreto e baseadas apenas em armação tosca e irresponsável para tentar macular o trabalho de profissionais sérios do Centro de Educação Infantil Sementinhas do Saber, responsáveis por elevar a educação municipal a referência de ensino no País”, resume o grupo.

Leia abaixo a íntegra de todas as manifestações:

Nota de repúdio ao uso de unidades educacionais para politicagem

 O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), através de Regional de Palmas, vem através dessa nota expressar repúdio contra a direção do CMEI Sementinhas do Saber, por viabilizar um evento político ocorrido na unidade, no dia 12 de setembro de 2018, como também a divulgação de banners de um candidato junto ao portão de entrada da referida unidade, momentos antes dos pais irem buscar seus filhos. Vale ressaltar que a mesma diretora da unidade em outro momento, proibiu uma reunião entre os trabalhadores em educação do CMEI e a comunidade para discutir o calendário de reposição da greve.

Com mais esse acontecimento, o Sintet comprova que várias unidades educacionais estão sendo usadas como currais eleitorais, onde o papel de alguns dos diretores se resume boa parte em serem cabos eleitorais de políticos que se utilizam de cargos comissionados na direção de escolas, para liderarem e conseguirem votos na comunidade onde essas unidades educacionais se localizam.

Esse fato colabora para explicar a não aceitação da eleição democrática para diretor de escola, durante toda a gestão de Carlos Amastha, reiterando inclusive a transformação das unidades educacionais em currais eleitorais e que é contrária a posição do Sintet, pois o Sindicato acredita que a eleição para diretor de escola é uma importante e necessária ferramenta de democratização.”

“Nota:

Assunto: Reunião política

Data: 13 de setembro

A Secretaria Municipal de Educação de Palmas (Semed), não permite qualquer tipo de atividade política eleitoral nas dependências das unidades educacionais do município. Sobre as informações repassadas pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) de uma possível reunião no Cmei Sementinhas do Saber, Setor Santa Fé, a Semed consultou gestores e servidores do local e concluiu que o evento não ocorreu na unidade educacional e em nenhuma hipótese organizado pelos seus servidores.

De acordo com a gestora do Cmei, ao entregar todas as crianças aos pais, no final da tarde de quarta-feira, 12, percebeu uma movimentação política nas residências que fazem frente com o Cmei. Porém, a gestora assegura que nenhum servidor da unidade educacional estavam fazendo parte da reunião política. Quanto ao material colado nas grades do Cmei, a Semed já está providenciando as imagens das câmeras instaladas na unidade e determinou investigação para identificar os responsáveis e denunciar para a Justiça Eleitoral.”

“Nota Coligação A Verdadeira Mudança

A Coligação a Verdadeira Mudança, liderada pelo candidato a governador Carlos Amastha (PSB), lamenta profundamente que o Sindicato dos Trabalhadores do Estado do Tocantins (Sintet) tenha sido induzido a dar crédito a uma ação de cunho eminentemente político e que será denunciada ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A coligação vê com muita preocupação o fato de o Sindicato, uma entidade que representa classe tão nobre como a dos professores, seja usada eleitoreiramente para propagar inverdades sem nenhum fundamento minimamente concreto e baseadas apenas em armação tosca e irresponsável para tentar macular o trabalho de profissionais sérios do Centro de Educação Infantil Sementinhas do Saber, responsáveis por elevar a educação municipal a referência de ensino no País”

Leia também
Receba notícias do CT em seu e-mail
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...