CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Comunidade de colégio indígena em Tocantínia aprova ensino integral em consulta pública

Comunidade de colégio indígena em Tocantínia aprova ensino integral em consulta pública
5 (100%) 10 votos

A comunidade escolar do Centro de Ensino Médio Indígena Xerente (Cemix), em Tocantínia, aprovou em consulta pública realizada no sábado, 11, a implantação do programa “Escola Jovem em Ação”. O resultado faz com que a Cemix seja a primeira unidade indígena do Tocantins a ofertar a modalidade de tempo integral. Conforme a Secretaria de Estado de Educação, Juventude e Esportes (Seduc), A mudança ocorrerá por etapas.

Implantação completa em 2022

Coordenadora do programa “Escola Jovem em Ação”, Maristélia Alves afirmou que irá debater todos os pontos levantados pela comunidade, mas adianta já ter uma programação, que inicia neste ano. “A implantação será feita inicialmente nas turmas de 1ª série do ensino médio, no ano que vem passa também para a 2ª série e, por fim, em 2022, todas as turmas de ensino médio do Cemix passam a integrar o Jovem em Ação, e funcionarão em tempo integral”, explicou a coordenadora.

Referência

Titular da Seduc, Adriana Aguiar destacou que a implantação do programa na Cemix servirá de referência para outras unidades de ensino. “Já temos um formato totalmente consolidado nas unidades de ensino urbanas e, agora, junto com a comunidade local, vamos construir  um modelo para as escolas indígenas que possam servir de referência, considerando a realidade local, seus aspectos culturais, de modo que o estudante, no final do ensino médio, possa sair protagonista da sua história”, ressaltou.

Jovem em Ação

O programa foi implantado no Tocantins, em 2017, com a parceria do governo federal e foi adotado por 12 unidades escolares. Em 2019, são 23 escolas contempladas com o programa. Segundo a Seduc,  o diferencial é que o jovem passa a ser protagonista e participa ativamente de todo o processo educacional, desde a elaboração, a execução, até a avaliação das ações realizadas na escola. Com o programa, a unidade escolar passa a investir na formação de salas temáticas, na construção de laboratórios de ciências e na formação de professor. (Com informações da Secom Tocantins)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também