CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

OAB faz ato de desagravo a advogado que teve acesso a documento público negado em Augustinópolis

OAB faz ato de desagravo a advogado que teve acesso a documento público negado em Augustinópolis
5 (100%) 11 votos

A Ordem dos Advogados do Brasil realizou na manhã dessa terça-feira, 27, um ato de desagravo em favor do advogado Muryllo Gomes dos Santos em Augustinópolis, em frente ao conselho tutelar do município. O presidente da entidade, Gedeon Pitaluga, participou do ato, que também contou com a advocacia da região do Bico do Papagaio. 

Acesso a documento negado

Segundo consta da denúncia, foi negado ao advogado Muryllo Gomes dos Santos acesso a documento público e essencial para a defesa do seu cliente que estava em posse da presidente do conselho tutelar de Augustinópolis. A negativa de acesso ao documento teria sido acompanhada “de agressão verbal e menosprezo à advocacia como parte essencial à administração da Justiça”. 

Defesa da classe

Em apenas oito meses de gestão foram aprovados sete atos de desagravo pelo conselho seccional da Ordem. “A ofensa a um membro da advocacia é uma agressão a toda a classe. Não importa a cidade ou o horário, sempre que um advogado ou advogada for agredido no exercício da profissão a OAB estará presente para defender a classe”, ressaltou Gedeon Pitaluga.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também