CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Uma das principais estrelas da TV brasileira, Eva Wilma morre aos 87 anos em São Paulo

A atriz Eva Wilma morreu na noite esse sábado, 15, aos 87 anos, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Conforme o jornal O Globo, a morte foi consequência de um câncer no ovário que, disseminado, levou a uma insuficiência respiratória. Ela estava internada desde 15 de abril, inicialmente para tratar problemas cardíacos e renais. O câncer foi descoberto apenas em dia 7 de maio.

Início

Em setembro, a atriz comemorou 70 anos de uma carreira que começou no início da década de 1950, após chamar a atenção como bailarina clássica. Eva estreou como figurante em filmes italianos e fez dois longa-metragem com o diretor Armando Couto e o ator Procópio Ferreira, “O Homem dos Papagaios” e “A Sogra”. Ao longo da carreira, trabalhou com diretores como Walter Hugo Khouri (“A ilha”), Luiz Sérgio Person (“São Paulo S.A”) e Roberto Farias (“A cidade ameaçada”).

Carreira na TV

Na TV, a atriz estreou na Tupi, em 1953, no seriado “Namorados de São Paulo” (depois rebatizado para “Alô, doçura”). Ao longo dos anos 1970, Eva Wilma se tornou uma das principais estrelas da TV brasileira. Fez sucesso atuando ao lado do ator Carlos Zara em diversos programas, muitas vezes como par romântico. Os dois foram casados durante 23 anos. A atriz teve dois filhos, Vivien Riefle Buckup, e John Herbert Riefle Buckup, ambos de sua união com o também ator Jonh Herbert, com quem foi casada entre 1955 e 1956.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também