CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Stálin desiste do PSL e assume presidência regional do Patriota

Stálin desiste do PSL e assume presidência regional do Patriota
5 (100%) 10 votos

Troca de partido antes da filiação

O ex-deputado estadual Stálin Bucar desistiu do PSL e se filiou na manhã desta quarta-feira, 12, ao Patriota, em Brasília, sob as bençãos do presidente nacional, Adilson Barroso, e do secretário-geral do partido, Nilton Silva.

Aragão na metropolitana

Em maio, Stálin tinha decidido deixar o PR e ingressar no PSL, mas depois resolveu aceitar o convite do ex-deputado estadual Sargento Aragão para assumir a presidência regional do Patriota e organizar a legenda no Estado para as eleições de 2020 e 2022. Aragão abriu mão do comando estadual e vai ficar na presidência da comissão metropolitana.

Bolsonaro entrou e saiu

Os dois se reuniram nesta quarta com o presidente nacional e o secretário-geral do partido em Brasília. O Patriota é o antigo Partido Ecológico Nacional (PEN), que mudou de nome a pedido do então pré-candidato a presidência da República Jair Bolsonaro. Depois de atendido, Bolsonaro acabou trocando a legenda pelo PSL.

Mais capital político

Depois das eleições do ano passado, o Patriota recebeu na sua estrutura o Partido Republicano Progressista (PRP), que não atingiu a cláusula de barreira. Dessa forma, o presidente Adilson Barroso contou à coluna que a sigla consquistou um capital político, entre votos e tempo de TV, superior ao de PTB, Solidariedade, PPS e Pros. “Queremos os líderes do Tocantins e do Brasil no Patriota porque aqui não há contraindicação, não tem sujeira”, garantiu. No País, o partido conta hoje com 1.150 vereadores, 35 prefeitos, 9 deputados federais e 1 senador.

Uma honra

Sobre a filiação de Stálin, o presidente do Patriota disse que é “uma honra” recebê-lo. “O Stálin tem experiência, habilidade e o consenso no partido, e o Patriota vai crescer com ele no Tocantins”, projetou.

Sugestão de Aragão

O secretário-geral Nilton Silva contou à coluna que sempre teve uma boa relação com Aragão, e que o ex-deputado sempre elogiou Stálin. “Então, o Aragão sugeriu que colocássemos o Stálin na presidência”, disse. Sobre as eleições de 2020, Silva afirmou que a sigla deixa os líderes regionais à vontade para decidir os caminhos do partido.

De olho em 2020 e 2022

Stálin é pré-candidato a prefeito de Miranorte, cidade que já administrou. Ele contou que o objetivo é organizar o partido para 2020, mas prepará-lo ao mesmo tempo para as eleições estaduais de 2022.

Terá candidato em Palmas

Aragão garantiu que o Patriota terá candidato a prefeito nas maiores cidades do Tocantins, inclusive em Palmas. Contudo, ele não sabe se vai tentar novamente as eleições da Capital. Em 2016, ele disputou pelo partido, que ainda se chamava PEN. “Mas vamos ter muitas filiações e nomes teremos para a disputa”, avisou.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também