CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

MDB regional deve eleger Marcelo presidente dia 31; em Gurupi, vereador quer deixar partido

(Foto: Frederick Borges/Secom Tocantins)
MDB regional deve eleger Marcelo presidente dia 31; em Gurupi, vereador quer deixar partido
5 (100%) 11 votos

(Foto: Frederick Borges)

Marcelo no comando do MDB

O ex-governador Marcelo Miranda deve ser mesmo candidato único e será eleito novo presidente regional do MDB no dia 31. Os demais nomes já abriram mão da disputa em março e nenhum outro se dispôs a enfrentá-lo. O MDB regional elegerá diretório, executiva e conselho fiscal. O partido hoje está na condição de comissão provisória, porque o diretório venceu, e houve a prorrogação dos mandatos por decisão da executiva nacional.

Reeleição aparentemente tranquila

Em Gurupi, a eleição do MDB ocorreu na sexta-feira, 10, e o ex-vereador Válter Júnior foi reeleito. Apesar da aparente tranquilidade, o partido vive um momento de algumas insatisfações internas.

Impossível permanecer

Um dos mais insatisfeitos é o vereador Ivanilson Marinho, que já avisa que vai deixar a legenda assim que a primeira janela se abrir. “É impossível permanecer num partido que se transformou num verdadeiro balcão de negócios. É impossível permanecer no partido quando ele não tem liderança, no Estado e muito menos na minha cidade”, atacou.

Melhor proposta

Para ele, o partido “se concentrou apenas em atender privilégios e interesses da cúpula estadual da época do Marcelo Miranda e dos que o dominaram durante muitos anos”. “O MDB, por força da irresponsabilidade de sua liderança, se envolveu em inúmeros crimes, inúmeras denúncias, que macularam a imagem desse partido”, disse o parlamentar gurupiense. Ivanilson afirmou que nas últimas eleições “vimos o MDB indeciso, obviamente, esperando a melhor proposta”.

Sem identificação

O vereador afirmou que não tem nada contra a pessoa do presidente Válter Júnior, mas defende que ele “nunca teve identificação com o MDB”. “Ao contrário. Tinha um afastamento muito grande”, disse. Para Ivanilson, não só ele, mas muitas pessoas vão deixar o partido.

Em outro grupo

O parlamentar gurupiense lembrou que agora faz parte de outro grupo político, o do governador Mauro Carlesse (PHS). “Eu acredito que esse grupo vá trazer o melhor para esta cidade e para este Estado”, projetou.

Saída de Josi deixou machucados

Já o presidente do MDB de Gurupi, Válter Júnior, afirmou estar “muito feliz” com a reeleição. “Um trabalho muito difícil e por causa do ninho que Josi Nunes criou, do terreno que ela plantou, durante mais de 20 anos”, disse ele, sobre a ex-deputada federal, que hoje está no Pros. Para Válter, Josi foi peemedebista e “criou todo este espaço”. “Com a saída dela, ficou este espaço ocioso, e todos machucados, muitas pessoas machucadas com ela, outros um pouco ansiosos com a mudança”, avaliou.

Rejeição quase zero

O líder emedebista disse que, quando seu nome foi sugerido para presidente, algumas pessoas ficaram “um pouco receosas”. “E essas pessoas, hoje, mais antigas, seu Luizinho da Represa, seu Valdivino, Alvanir, seu Elias, fazem parte da minha executiva. Talvez de uma possível rejeição no início de 80%, hoje é quase zero”, garantiu.

À vontade para sair

Sobre os três vereadores do MDB, Válter disse que todos eram ligados “fortemente a Josi”. “Quando entrei, o Ivanilson já tinha um problema com o MDB, não era com o Válter Júnior. Assim, o atrito entre nós nunca cresceu. Quando entrei provisoriamente, no outro dia ele já pediu para ser expulso. E ele continua pedindo para ser expulso. Mas já prometi para ele que, caso saia, eu não vou processá-lo, não tomarei nenhuma medida contra a saída dele. Ele pode ter essa segurança”, avisou.

Os outros dois

Segundo ele, outro vereador, Jair Souza, participou da convenção do partido e hoje é seu vice-presidente. Já Miriam Lustosa, Válter lembrou que atualmente ela não é mais ligada à Josi, mas ao prefeito Laurez Moreira (PSDB). O irmão dela, Mário César, é o secretário de Finanças do município. “Então, entendo o fato de ela não querer ir a uma convenção do Válter Júnior, já que pode se desgastar com o prefeito Laurez e prejudicar o irmão dela também”, especulou o presidente emedebista, que é adversário do tucano, contra quem disputou a prefeitura em 2016.

Irmão do Moisés no MDB de Miracema

Em Miracema, o MDB também elegeu novo presidente na sexta-feira, 10. O irmão do prefeito Moisés da Sercon, assassinado em agosto, Luís Costa, assumiu o comando do partido. Como a coluna já havia antecipado, ele foi o nome que conseguiu compor uma chapa de consenso. A cúpula do MDB estadual foi prestigiar Luis. Estiveram por lá o ex-governador Marcelo Miranda, o deputado estadual Valdemar Júnior, o presidente licenciado Derval de Paiva, o presidente em exercício Hebert Barros Brito, o Buti; e o ex-deputado federal Freire Júnior.

Resultados comemorados

Os expositores da 19ª Agrotins comemoram os resultados da feira agropecuária e tecnológica. As concessionárias venderam pelo menos 600 caminhonetes em apenas cinco dias.

Leia também