CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

COLUNA DO CT – Novo presidente do Cosems elogia secretário estadual da Saúde, mas diz que falta autonomia

Presidente do Cosems, Roberto Sampaio, na posse em abril (Foto: Divulgação)
COLUNA DO CT – Novo presidente do Cosems elogia secretário estadual da Saúde, mas diz que falta autonomia
5 (100%) 10 votos

Sem autonomia

O secretário da Saúde de Alvorada, Roberto Sampaio, que assumiu (foto) em abril a presidência do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-TO), avalia que o secretário estadual da pasta, Renato Jayme, tem conhecimento, uma carreira na Assembleia e é administrador público. “Mas infelizmente não tem autonomia na pasta, e isso tem dificultado o trabalho dele”, avaliou.

Sem procurar culpados

Para o presidente do Cosems, o Tocantins passa por “uma crise política, moral e institucional e por um colapso na saúde pública”. Mas avisou: “O momento não é de procurar culpados. Vamos ter que todos, governos federal, estadual e municípios, dar as mãos para tirar o Tocantins das manchetes negativas na área da saúde”.

Viés ideológico

Para isso, defende o presidente do Cosems, é preciso o engajamento do governador, dos 139 secretários de saúde e que o governo Bolsonaro quebre o viés ideológico “para tantos problemas que estamos enfrentando, a exemplo do Mais Médico”. Antes mesmo da posse, depois de uma declaração do então presidente eleito, Cuba chamou de volta seus compatriotas que participavam do programa. Conforme Roberto Sampaio, com isso 42 municípios tocantinenses ficara sem médico.

Muito a contribuir

O presidente garantiu que o Cosems tem muito a contribuir com o desenvolvimento, com a melhoria da qualidade da saúde, com a compatibilização da demanda/oferta dos serviços de especialidades e com a saúde do Estado.

Resistência a Valdemar

Cúpula do MDB estaria colocando resistência em entregar o diretório metropolitano ao deputado estadual Valdemar Júnior.

Primeiro os bolsonaristas

No PSL, após o cachimbo da paz acendido por seus líderes, a intenção é partir para o interior para começar a formar as comissões. A proposta é conseguir levar a sigla para os 139 municípios até o início de 2020. Os alvos iniciais são os políticos do interior que mais se identificam o líder maior do PSL, o presidente Jair Bolsonaro.

Número assustador

De janeiro a abril, deste ano, o Pronto Socorro do Hospital Geral de Palmas (HGP) realizou 2.360 atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito. Em 2018, foram acolhidos 9.178 com a mesma causa. Triste.

Dinheiro na conta

O governo do Estado enviou ao banco nesta sexta-feira, 10, ordem de pagamento para quitação do restante da folha referente a abril. Para esta etapa foram disponibilizados R$ 108.648.982,84 e o dinheiro já está disponível para saque nas contas de 15.220 servidores.

Redução de multas a contadores

Acatando estudos técnicos da Confederação dos Profissionais Contábeis do Brasil (Aprocon Brasil), com sede atualmente em Palmas, foi protocolado na Câmara Federal nessa quinta-feira, 9, projeto de lei do deputado federal Osires Damaso (PSC-TO), sobre a redução dos aumentos abusivos das anuidades e multas aplicadas aos profissionais contábeis e escritórios. O presidente da entidade é o contador tocantinense Dete Nunes. Segundo ele, o projeto irá beneficiar mais de 517 mil profissionais contábeis brasileiros, dos quais mais de 3,6 mil no Tocantins.

Leia também