CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Encontro aponta tendências agroclimáticas para produtores nas tomadas de decisões para próxima safra

A abertura do 6º Encontro para Apresentações das Tendências Agroclimáticas do Tocantins, com o tema Agrometeorologia na Era Digital, ocorreu nesta sexta-feira, 25, pela internet, e contou com a participação de mais de 600 internautas nas plataformas digitais: Youtube, Instagram e Facebook. O evento teve a realização do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O secretário da Seagro e presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins), Thiago Dourado, abriu os trabalhos e fez uma breve explanação sobre a importância do evento para os produtores tocantinenses. “As informações meteorológicas e climatológicas aplicadas efetivamente no planejamento da produção, são ferramentas importantes nas tomadas de decisões, possibilitando uma agricultura eficiente e produtiva, minimizando risco de perda e atribuindo maior sustentabilidade e competitividade no setor agropecuário”, informou.

O secretário ressaltou que “O Governo do Tocantins, por meio da Seagro, dispõe atualmente de diversas ferramentas para auxiliar o produtor no campo, subsidiando o produtor no dia a dia, a exemplo do Portal da Agrometeorologia, da Resenha do Tempo e do aplicativo Infotempo Tocantins, que disponibilizam dados meteorológicos, previsão do tempo e clima para os produtores, visando uma produtividade mais assertiva”, completou.

O chefe-geral da Embrapa, Alexandre Aires de Freitas, disse que o evento é um marco evolutivo desde o início, há 6 anos. “Notamos que houve avanços neste segmento de informações agrometeorologias, esforços conjunto entre as instituições e os profissionais de Ater [Assistência Técnica Rural] para atender o produtor, que são os principais atores produtivos do campo”, destacou. Adiantou ainda que, em breve, a Embrapa Tocantins irá instalar uma estação meteorológica no Centro Agrotecnológico de Palmas.

Os temas apresentados tiveram a participação de palestrantes conhecidos internacionalmente. As perspectivas e os desafios do seguro agrícola para a safra 2020/2021 foram abordados pelo economista Pedro Loyola. O especialista em climatologia, Marcos Heil Costa, fez explanação sobre comportamentos climáticos para a próxima safra, apontando a distribuição das chuvas e suas variações; início dos preparativos para plantios; zoneamento; evitar menor risco de exposição climática; dentre outros assuntos.

Já o palestrante e especialista agrometeorologista, Filipe Pungirum, explicou o passo a passo dos fenômenos meteorológicos, em gráficos, mapas e dados climáticos em todas as regiões do Estado do Tocantins. Ao final, todos responderam dúvidas dos participantes.

Participaram do evento, o Instituto Nacional de Meteorologia, ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Inmet/Mapa), Superintendência Federal da Agricultura (SFA), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa), Organização das Cooperativa do Brasil no Tocantins; as empresas Frísias e Aproest. (Da assessoria de imprensa)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também