CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Diogo Fernandes defende intervenção na concessão de água: “Se eu fosse o gestor, iria reestatizar a BRK”

O vereador Diogo Fernandes (PSD) voltou à carga contra a BRK Ambiental e em discurso da Tribuna da Câmara cobrou a intervenção do município na concessão de água da Capital. O parlamentar defende que a legislação permite que tal medida seja adotada quando é constatada ineficiência das concessionárias.

Estatizar

Diogo Fernandes defendeu a retomada dos serviços de luz e água pelo Poder Público. “Se eu fosse gestor do município ou do Estado iria reestatizar a BRK e Energisa, ou seja, assumir a administração e operação dessas empresas. A administração pública precisa ser mais objetiva e tomar medidas eficazes como a intervenção da concessão e mandar essa empresa embora do Estado”, exaltou o vereador.

Atitude dos Poderes

Para Fernandes, o Legislativo devem cobrar efetividade nas ações do Executivo, defendendo um pedido de cancelamento da concessão pública com as empresas. “É simples resolver a situação dos tocantinenses quanto às cobranças exorbitantes da BRK, como baixar o ICMS da energia. O governo do Estado trata a energia como algo supérfluo, cobrando imposto alto em cima da população. Esse Parlamento briga há muito tempo em defesa dos consumidores, mas para ter eficácia precisa da atitude dos poderes”, assegurou.

Energia solar e críticas a Aneel

Uma alternativa viável para a Capital é a energia solar, segundo o vereador, mas essa opção já distancia-se da realidade da população, uma vez que a Agência Nacional de Energia Solar (Aneel) dificulta os incentivos para a população. “A Aneel é um órgão que deveria ajudar a população facilitando o acesso à energia solar, mas agem de má fé, dificultando a aquisição da energia alternativa. É preciso responsabilidade dos governos, sejam eles municipais, estaduais ou federal. Não tem concorrência quando se trata de água e luz”, afirmou.

 


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também