CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Políticos do TO reagem a pronunciamento de Bolsonaro e defendem medidas de contenção contra coronavírus

Políticos do TO reagem a pronunciamento de Bolsonaro e defendem medidas de contenção contra coronavírus
3.5 (70%) 2 votos

O pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em que minimiza os impactos do Covid-19 e condena o confinamento também foi repercutido por lideranças tocantinenses. Todos que decidiram se manifestar publicamente nas redes sociais sobre a fala feito em rede nacional nesta terça-feira, 24, adotaram um tom crítico.

Tocantins segue firme

A manifestação do presidente fez com que o governador Mauro Carlesse (DEM) emitisse uma nota para garantir quer vai seguir “firme” no propósito de “manter a população livre do coronavírus”. No documento, o chefe do Executivo reforça que seguirá as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), incluindo o plano de contingência, contrariando Jair Bolsonaro

Sem palavras

Uma das opositoras mais combativas do governo de Jair Bolsonaro, a senadora Kátia Abreu (Progressistas) revelou ter sido alertada a assistir o pronunciamento pelo filho do presidente e Colega de Congresso, Flávio, e revelou ter ficado decepcionada. “Não é possível que um jovem como você pode concordar com essa atrocidade. Eu ainda tive esperanças no seu convite. Decepção total”, disse a tocantinense, que depois ficou sem palavras e recorreu a emojis para manifestar tristeza.

 

Não vamos arriscar

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), não chegou a citar diretamente Jair Bolsonaro, mas após o pronunciamento fez questão de reforçar que seguirá com as medidas de mitigação do coronavírus. “A luta é para permanecermos vivos. Não há precedentes na história do mundo sobre o que estamos enfrentando. Até que me prove o contrário, estatisticamente e de forma muito segura, em Palmas vamos permanecer seguindo as medidas adotadas. São vidas em jogo, não vamos arriscar”, reforçou.

Bolsonaro é o antipresidente

O deputado federal Célio Moura (PT) criticou a postura do líder brasileiro ao compará-lo com “Enquanto presidentes do mundo todo protegem seus povos, Bolsonaro faz o contrário: despreza e ataca a dignidade humana, retira direitos e – praticamente – protege o Covid-19, ao negar sua letalidade. É preciso dar um basta nisso, para bem do Brasil”, publicou o petista, que em seguida também chegou a falar de interdição.

 

Bom senso

Já o deputado federal Tiago Dimas (SD) preferiu não citar diretamente o presidente, mas mandou a indireta. “O Brasil está em guerra contra um inimigo invisível, sorrateiro e que já matou milhares no mundo. Apenas união e bom senso de quem comanda o aparato estatal podem superar isso. Vamos respeitar a medicina”, afirmou.

Surreal

Presidente do Partido Verde no Tocantins, a deputada estadual Claudia Lelis também demonstrou perplexidade com o pronunciamento de Jair Bolsonaro. “Surreal esse pronunciamento do presidente. Estamos falando de vidas, independente de terem mais ou menos de 60 anos. Irresponsável ao falar em ‘voltar a normalidade’ com os casos e vítimas fatais crescendo a cada dia”, disparou.

#BolsonaroGenocida

O deputado estadual Zé Roberto (PT) também criticou o presidente pelo pronunciamento e disse temer pelos impactos das decisões do governo federal. “A falta de responsabilidade do Bozo [Jair Bolsonaro] para com o povo brasileiro se mostra mais uma vez. Me preocupa pensar no que vem pela frente nesse tamanho desgoverno. Limite é uma palavra que esse irresponsável não conhece”, disse o petista, que ainda incluiu a hashtag [palavra-chave, tópico] Bolsonaro Genocida na publicação.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também