CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

PGJ reajusta auxílio-alimentação em mais de 40%; MPE afirma que benefício recompõe inflação e está “em simetria” com o Judiciário

PGJ reajusta auxílio-alimentação em mais de 40%; MPE afirma que benefício recompõe inflação e está “em simetria” com o Judiciário
avaliar matéria

A procuradora-geral de Justiça, Maria Cotinha, publicou ato no Diário Oficial do Ministério Público (MPE) desta quinta-feira, 9, para reajustar o  auxílio-alimentação dos membros do órgão de R$ 1,2 mil para R$ 1,7 mil. Um aumento de 41,6%. A publicação tem efeito retroativo ao dia 1º deste mês. Na mesma edição, a PGJ também trouxe a regulamentação do pagamento do benefício.

Benefício atualizado pela inflação

Acionado pela Coluna do CT, o Ministério Público afirma que o reajuste do benefício é resultado de um processo iniciado ainda em 2016, a pedido da associação de servidores do órgão. “O valor foi atualizado conforme a inflação dos últimos cinco anos e considerou a simetria com o Judiciário”, relata em nota, citando que a última revisão aconteceu em 2015. O Tribunal de Justiça (TJTO) também reajustou o benefício para R$ 1,7 mil em dezembro do ano passado.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também