CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

BOM DIA – Cinthia conta com DEM e tenta atrair MDB e Eli Borges

BOM DIA – Cinthia conta com DEM e tenta atrair MDB e Eli Borges
5 (100%) 12 votos

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), deu o pontapé nessa terça-feira, 11, para a nova reforma do secretariado que vai fazer, claramente com 2020 em vista. Na reunião da equipe, coube ao secretário de Governo e Relações Institucionais, Carlos Braga, dar a deixa para Cinthia entrar em cena e anunciar a reforma. Pelo roteiro de praxe, todos colocaram o cargo à disposição, um gesto meramente político, já que, por serem de confiança, todos os cargos estão sempre à disposição da prefeita.

As reformas de Cinthia em seu secretariado podem ser divididas em dois momentos. O primeiro teve uma finalidade asséptica para tirar o grupo do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB) e ocorreu duas etapas, mas com vários movimentos. Começou antes das eleições de outubro, quando os principais nomes amasthistas deixaram o governo municipal, como os ex-secretários Christian Zini (Finanças), Raquel Oliveira (Comunicação) e Cláudio Schüller (Planejamento).

É justamente com esse objetivo de enfrentar a reeleição que Cinthia deve aprofundar agora sua reforma do secretariado, abrindo espaço desta vez para novos e fortes aliados, que vêm cobrando por isso há muito tempo

CLEBER TOLEDO É jornalista e editor do CT

Após as eleições, a prefeita fez amplo movimento de assepsia do grupo do hoje seu adversário Amastha, retirando todos os aliados de seu antecessor de segundo e terceiro escalões.

O segundo momento das reformas visa preparar a equipe para o final do primeiro mandato e, obviamente, para o ganho de musculatura de Cinthia diante do árduo processo de reeleição de 2020. Ele começou no início de abril com a nomeação de Carlos Braga, um ex-vereador, ex-deputado e ex-secretário estadual e municipal de Governo, para a articulação política.

É justamente com esse objetivo de enfrentar a reeleição que Cinthia deve aprofundar agora sua reforma do secretariado, abrindo espaço desta vez para novos e fortes aliados, que vêm cobrando por isso há muito tempo. No radar da prefeita estão o DEM, o MDB e o deputado federal Eli Borges (SD), também um competitivo pré-candidato a prefeito. Um aliado tido como certo em sua base, considerado o “avalista da gestão”, é o senador Eduardo Gomes, que, no entanto, por ser cristão novo no MDB, não fala em nome do partido.

O mais certo até agora é o DEM, presidido no Estado pela deputada federal Dorinha Seabra Rezende. Cinthia e Dorinha têm demonstrado grande proximidade praticamente desde a posse da prefeita em abril do ano passado. Há cerca de um mês elas ficaram conversando por quase três horas a portas fechadas, e Dorinha se tornou figura fácil em todas as solenidades do município.

Contudo, houve um fato novo nessa história, a filiação do governador Mauro Carlesse ao DEM, que representa um complicador para Cinthia ter o partido em seu palanque em 2020. Isso porque Carlesse tem um pré-candidato a prefeito, o vice-governador Wanderlei Barbosa (PHS), que já disse que o governador é “o maior entusiasta” de seu projeto de comandar Palmas.

Cinthia conversa com o MDB, conforme aliados, via deputada federal Dulce Miranda. No entanto, há também problemas, isso porque o diretório metropolitano já afirmou que pretende lançar candidato em 2020, e quem está de olho na vaga é o presidente emedebista de Palmas, o deputado estadual Valdemar Júnior. Se o MDB se aliar ao Paço agora, essa possibilidade de a sigla ter candidato próprio se tornará remotíssima.

Outro nome considerado estratégico pelos estrategistas de Cinthia é o do deputado Eli Borges, um pré-candidato leve, com muita força em Palmas, sobretudo junto ao expressivo eleitorado evangélico da Capital. Perguntado sobre o resultado das conversas da prefeita com Eli, um importante secretário respondeu em tom esperançoso: “Não demonstrou restrição”.

Cinthia faz bem em começar mexer as peças visando 2020. Como a coluna vem afirmando desde o ano passado, o principal desafio dela é ganhar competitividade para as eleições. E essa musculatura só será possível com partidos fortes e nomes de grande capilaridade na Capital.

Porém, a tarefa de construir esse grupo não será nada fácil, ainda que seja parte imprescindível do jogo.

CT, Palmas, 12 de junho de 2019.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também