CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.
governo-mobile-2

Câmara de Palmas não realiza sessões ordinárias da semana após polêmica votação dos auxílios; Tiago vê “tática para esfriar a repercussão terrível”

Após a polêmica aprovação em 1º turno de votação de um Projeto de Resolução que estabelece auxílio-paletó [R$ 12 mil no final e início de legislatura] e prêmio por assiduidade a vereadores [até R$ 12 mil, proporcional ao comparecimento nas sessões no decorrer de um ano], a Câmara de Palmas deixou de realizar as sessões extraordinárias de quarta-feira, 2, e desta quinta-feira, 3. Contrário à proposta, Tiago Andrino (PSB) foi às redes comentar a desmobilização. “Me parece que a tática é tentar esfriar a repercussão terrível desta tentativa absurda”, diz em referência aos benefícios.

Entenda

A Câmara de Palmas aprovou ainda na terça-feira, 1º, um projeto de resolução que restabelecia estes benefícios em uma sessão que foi marcada por uma série de ataques a Tiago Andrino, único contrário à matéria. O tema não repercutiu bem entre os palmenses e um abaixo-assinado chegou a ser organizado. Entretanto, o Tribunal de Contas (TCE) suspendeu liminarmente as benesses por entender que são inconstitucionais. Depois de toda esta ressonância, a Casa de Leis enviou nota à imprensa para esclarecer que o texto restabelece os auxílios apenas de forma temporária para corrigir um erro legislativo e garantiu que, após aprovado, um decreto legislativo seria apresentado para excluir de vez os benefícios. Entretanto, não houve mais sessões.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também