CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

TEMPO REAL / Dois projetos de gestão empreendedora como alternativa aos nomes oficiais em Palmas

TEMPO REAL / Dois projetos de gestão empreendedora como alternativa aos nomes oficiais em Palmas
5 (100%) 10 votos

A saída do ex-reitor da UFT Alan Barbiero do PSB era favas contadas. Em 2018 ele se animou com sua pré-candidatura a senador e teve que recuar quando Carlos Amastha se aliou ao PL de Vicentinho Alves e ao PSDB de Ataídes Oliveira. Nos bastidores das convenções naquela época, a informação era de que Alan não teria ficado nada satisfeito por ter sido preterido. De toda forma, nunca se manifestou sobre o tema, nem em 2018, nem hoje.

Passadas as eleições estaduais, o ex-secretário de Planejamento e Gestão do governo Amastha já se movimentava para viabilizar sua candidatura a prefeito da Capital. Desde o início, porém, olhando as articulações da janela, já me parecia bastante claro que suas chances seriam mínimas.

O jeito Amastha e Dimas de governar, por si só, não diminui as potencialidades do nome do Paço e do Palácio; faz é elevar a qualidade do debate e exige maior esforço de todos para conquistar o eleitorado

CLEBER TOLEDO É jornalista e editor da Coluna do CT

No final do ano, o presidente regional do PSB anunciou à Coluna do CT que houve um entendimento entre dois dos três pré-candidatos de que o nome do partido para as eleições de Palmas seria mesmo o vereador Tiago Andrino, jovem e talentoso político, também ex-secretário do governo Amastha e da extrema confiança do ex-prefeito.

Amastha disse à Coluna do CT que Andrino contou com o próprio voto e o do deputado estadual Ricardo Ayres, até então pré-candidato a prefeito e também ex-secretário de Desenvolvimento Urbano da gestão do PSB na Capital. Ayres, contudo, até agora não se manifestou publicamente, apesar das tentativas deste colunista de ouvi-lo.

De toda forma, a corrida sucessória em Palmas ganha duas candidaturas de gestões empreendedoras, com Andrino representando Amastha, e Alan como defensor do jeito de Ronaldo Dimas de administrar a coisa pública.

Ainda que o presidente do PSB já tenha avisado em entrevista à Coluna do CT que, com Andrino e Alan, ele passa a ter dois representantes na disputa eleitoral, a discordância veio do próprio ex-partidário. A este site, o ex-reitor disse que vê “com bons olhos” o projeto de Dimas e avaliou que Palmas precisa ter alternativas mais consistentes com as ideias do prefeito araguainense.

É um ganho qualitativo para a Capital ter dois projetos de gestão empreendedora em disputa, como alternativas aos nomes oficiais das eleições, a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) e o vice-governador Wanderlei Barbosa (PHS), que estão em dois governos que, por sua vez, têm demonstrado compromisso com a austeridade fiscal, fundamental nesses tempos de crise.

Assim, o jeito Amastha e Dimas de governar, por si só, não diminui as potencialidades dos pré-candidatos do Paço e do Palácio. Faz é elevar a qualidade do debate e exige maior esforço de todos para conquistar o eleitorado.

Sem contar com outros nomes que estão surgindo como boas novidades nessa corrida sucessória, como do empresário Gil Barison, empreendedor pioneiro e que também vem com um projeto de gestão bastante sólido.

De uma coisa, portanto, o eleitor não terá do que reclamar: de falta de boas opções.

CT, Palmas, 14 de janeiro de 2020.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também