CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Desembargador aposentado Liberato Póvoa falece em Goiânia aos 75 anos

Desembargador aposentado Liberato Póvoa falece em Goiânia aos 75 anos
4.2 (83.75%) 16 votos

O desembargador aposentado Liberato Póvoa faleceu na madrugada desta quarta-feira, 25. Ele tinha 75 anos e lutava contra um câncer na bexiga, o que gerou várias outras complicações na saúde. O velório, a partir das 14 horas, no Jardim das Palmeiras; e o sepultamento, às 10 horas desta quinta-feira, 26, ocorrerão em Goiânia.

Dianopolino

Liberato é natural de Dianópolis, escritor e também colunista por muitos anos de jornal. Em 2019, ele passou por algumas internações. Em Goiás chegou a concorrer à vaga de deputado federal pelo PSL em 2018, mas não foi eleito.

Notas de pesar

Recebi com pesar a notícia do falecimento do desembargador aposentado, Liberato Costa Póvoa, ocorrido neste dia 25, em Goiânia.

Como integrante do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins, o desembargador Liberato Póvoa ocupou cargos de destaque como o de Presidente, Vice-Presidente e Corregedor-Geral da Justiça; além de ter sido Professor de Direito Internacional na Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS); e também membro fundador da Academia de Letras Jurídicas do Estado do Tocantins

Rogo a Deus para que conforte familiares e amigos neste momento de grande comoção.

Mauro Carlesse
Governador do Estado do Tocantins
_______________________

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, lamenta profundamente o falecimento do desembargador aposentado José Liberato Póvoa, ocorrido na madrugada desta quarta-feira (25/12), em Goiânia-GO. Maia Neto decretou luto oficial de 3 dias no Poder Judiciário em sinal de pesar.
“Importante nome do Judiciário tocantinense, Liberato prestou relevantes serviços à Justiça do nosso Estado, principalmente em sua fase de instalação, contribuindo também com o desenvolvimento do Estado do Tocantins. Integrante da Academia de Letras Jurídicas do Tocantins, deixa seu legado em inúmeras obras publicadas.
Registro meus sentimentos e solidariedade a todos os amigos e familiares, neste momento de profunda tristeza”, declara Maia Neto.
Integrante da primeira composição do Tribunal de Justiça do Tocantins, em 1989, como vice-presidente, Liberato também foi presidente da Corte Estadual entre  29/11/1989 a 1/2/1991. Ocupou ainda o cargo de corregedor-geral de Justiça.
Póvoa ainda exerceu a função de Professor de Direito Internacional da Universidade do Tocantins (Unitins), foi membro fundador da Academia de Letras Jurídicas do Estado do Tocantins e autor do Hino do Tocantins, Liberato é dono de várias publicações jurídicas.
Seu corpo será velado a partir das 14 horas desta quarta, no Cemitério Jardim das Palmeiras, na capital goiana, onde também ocorrerá seu sepultamento,  nesta quinta-feira (26/12), às 10 horas.
__________________________

Manifesto o nosso profundo pesar pelo falecimento do  desembargador Liberato Póvoa.

Tocantinense, natural de Dianópolis,  o jurista se notabilizou pela competência e seriedade deixando um legado de relevantes serviços aos tocantinenses. 

Já exerceu a função de governador do Tocantins e foi membro fundador da Academia Tocantinense de Letras.

Lamentamos o seu falecimento e nos solidarizamos com os filhos, familiares e amigos.

Deputado federal Vicentinho Júnior e família

______________________

O Prefeito de Gurupi, Laurez Moreira lamenta profundamente o falecimento do desembargador aposentado e escritor, Dr. Liberato Póvoa, ocorrido nesta quarta-feira, 25, em Goiânia. Ele tinha 75 anos.

Liberato Póvoa natural de Dianópolis, exerceu no Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins os cargos de Presidente, vice-Presidente e Corregedor-Geral da Justiça; foi professor de Direito Internacional na Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS); membro fundador da Academia de Letras Jurídicas do Estado do Tocantins e da Academia Tocantinense de Letras, dentre outras funções relevantes, deixando um grande legado para o Estado.

Rogamos a Deus conforto aos familiares e amigos, e prestamos nossas sinceras condolências neste momento de dor.

Gurupi, 25 de dezembro de 2019.

Laurez Moreira
Prefeito de Gurupi
__________________________

Com pesar que a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins recebe a notícia da morte do advogado José Liberato Costa Povoa.

A Ordem roga a Deus que conforte o coração de familiares e amigos nesse momento de saudade.

Gedeon Pitaluga Junior
Presidente da OABTO
________________________

O Ministério Público do Tocantins manifesta pesar pelo falecimento do desembargador aposentado Liberto Póvoa ocorrido, na madrugada desta quarta-feira, 25. Liberato era da cidade de Dianópolis, tinha 75 anos de idade e lutava contra um câncer na bexiga. O velório e o sepultamento acontecerão em Goiânia (GO).

Diante do fatídico acontecimento, externamos solidariedade aos seus inúmeros amigos e principalmente à sua família, desejando conforto neste momento de luto.
_________________________

O Tocantins perde um de seus ilustres pioneiros. A morte do desembargador José Liberato Costa Póvoa, ocorrida nesta quarta-feira (25), em Goiânia, muito nos entristece.

Entretanto, a sua passagem entre nós foi marcada por uma rica produção intelectual e uma atuação destacada na magistratura, legados que ficarão para todos.

Nesse momento de dor pela perda irreparável, transmitimos nossos sentimentos de pesar aos familiares e amigos, e rogamos a Deus que o acolha na eternidade.

Cinthia Ribeiro
Prefeita de Palmas

_________________________

É com extremo pesar, que lamentamos profundamente a morte do desembargador tocantinense José Liberato Costa Póvoa, 75 anos, ocorrido na madrugada desta quarta-feira, dia 25, em Goiânia, cidade onde residia com a família.

Este notável jurista, magistrado e escritor, desempenhou importantes trabalhos, tanto na Literatura quanto na Magistratura tocantinense e em todos os cargos que ocupou.

Uma perda imensurável para o Tocantins e para o mundo jurídico. O seu falecimento causa a todos nós, profunda consternação, principalmente para os que tem na figura de Liberato, um grande expoente.

Neste momento de dor e sofrimento, me solidarizo com seus familiares, amigos e cidadãos tocantinenses, em especial os cidadãos da nossa querida Dianópolis, cidade natal de Liberato, que perde hoje, um dos seus mais ilustres e conceituados protagonista, membro da família Costa Póvoa, responsáveis pelo desenvolvimento daquela região.

Valdemar Júnior
Deputado Estadual
__________________________

O prefeito Moisés Avelino manifesta seu profundo pesar pelo falecimento do desembargador aposentado Liberato Póvoa.

Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestado ao Tocantins.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também