CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Em Araguaína, presidente da ATM pede a ministro da Educação auxílio para retomada das aulas presenciais

O presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e prefeito de Talismã, Diogo Borges, pediu diretamente ao Ministro da Educação, Milton Ribeiro, auxílio do governo federal para colaborar com os municípios na retomada das aulas presenciais. A solicitação foi feita durante evento técnico em Araguaína, onde o Ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) estão promovendo atendimentos aos prefeitos e secretários Municipais de Educação.

“Sabemos que o nobre ministro é entusiasta da retomada imediata das aulas presenciais e, nesse sentido, a gente pede o auxílio ao governo federal que auxilie os municípios nessa luta pela retomada das aulas”, disse Diogo Borges, ao agradecer a presença dos técnicos do MEC e FNDE no Tocantins para atendimento aos gestores municipais. “A ação legitima o slogan Mais Brasil Menos Brasília, auxiliando de fato quem está na ponta, pois é nos municípios que a vida acontece”, destacou o presidente da ATM.

Borges explicou à Coluna do CT que, apesar de mais de 100 municípios do Estado terem retomado as aulas pelo sistema híbrido ou total presencial, a situação “não está fácil”. Ele defendeu mais apoio financeiro e técnico para o enfrentamento da Covid-19 nessa fase. “As prefeituras têm que fazer investimentos para cumprir as regras de restrições”, lembrou o presidente da ATM.

Além disso, explicou que o valor recebido para o transporte escolar dá para suprir no máximo 40% do total gasto pelos municípios. O mesmo ocorre, segundo o gestor, com a verba para a merenda escolar. “É preciso reavaliar o valor do repasse para o transporte escolar e para a merenda”, afirmou.

Borges ainda citou as muitas obras da educação que estão paradas nos municípios.

O evento está ocorrendo na Unitpac, que cedeu suas salas para acolher os atendimentos do MEC e FNDE. Prefeitos e secretários Municipais de Educação esclareceram dúvidas sobre as parcerias com o Ministério e o Fundo, além de sanar pendências que atualmente estão bloqueando a realização de convênios. Nos atendimentos individualizados, os técnicos acessam os sistemas e repassam aos gestores locais às pendências dos Municípios, e apontam as soluções rápidas para sanar as questões.

Municípios presentes

O evento teve a presença efetiva dos municípios, apontou o presidente da Bancada Federal do Tocantins em Brasília, deputado federal Tiago Dimas. “Temos a presença de representantes de mais de 100 municípios, tendo 86 secretários municipais de Educação e 31 prefeitos das mais diversas regiões do Estado. Temos a convicção de que muitos saíram daqui com soluções para as pendências”, disse o parlamentar. Dimas revelou que a Bancada Federal destinou, nesta atual legislatura, R$ 118 milhões em recursos para a Educação, sendo R$86 milhões para o Estado, R$ 22 milhões para os Municípios e mais de R$ 9 milhões para as instituições federais, como IFTO e universidades”.

MEC e FNDE

O presidente do FNDE, Marcelo Pontes, destacou o trabalho dos Municípios no cadastro do PAR (Plano de Ações Articuladas). “Atualmente, o Tocantins tem a expressiva quantidade de 105 municípios aptos a receberem investimentos via PAR. Os outros 34 podem procurar nossos técnicos para sanarem pendências no cadastro”. Por sua vez, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, pontuou questões que exigem a atenção dos prefeitos. “Quando assumimos o ministério, observamos a existência de mais de 4 mil obras paralisadas e precisamos avançar nisso. Não vamos mais autorizar novas obras, precisamos concluir as paralisadas. Por fim, quero garantir aos prefeitos e prefeitas aqui presentes que os municípios terão mais recursos para investimentos”, disse o ministro, ao alertar os gestores que se atentem às prestações de contas de recursos da Educação. (Com informações da assessoria de imprensa)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também