CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Em nota, 90 delegados apoiam Mozart Félix e dizem que governo “desestimula combate à corrupção”

Em nota, 90 delegados apoiam Mozart Félix e dizem que governo “desestimula combate à corrupção”
4.7 (94.55%) 11 votos

O processo administrativo que pode resultar na exoneração do presidente do Sindepol, Mozart Felix, foi alvo de nota de repúdio assinada por 90 delegados tocantinenses. O grupo não só considera a medida ilegal, mas também a vê como uma forma do governo estadual desestimular o combate à corrupção. “Que sangra os cofres públicos do Estado do Tocantins”, defendem. 90 delegados de Polícia Civil assinaram o documento.

Coisa julgada

Para eles, o processo contra Mozart, “fez coisa julgada administrativamente, o que significa dizer que seu retorno aos quadros da Polícia Civil está acobertado pela imutabilidade das decisões proferidas para a administração pública”. “Nessa linha, se denota que o Estado do Tocantins, por meio da Secretaria de Segurança Pública, viola o Estado Democrático de Direito e os direitos fundamentais os quais nem mesmo a lei poderá afetar o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada”, argumentam os delegados.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também