CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Acig diz em nota de repúdio à proposta de licença-prêmio que MPE age “desconectado com a realidade”

Acig diz em nota de repúdio à proposta de licença-prêmio que MPE age “desconectado com a realidade”
5 (100%) 10 votos

A Associação Comercial e Industrial de Gurupi (Acig) não ficou calada diante da proposta do Ministério Público (MPE) de instituir a licença-prêmio, benefício que dá ao servidor público o direito de férias de 90 dias a cada cinco anos como premiação pela assiduidade ao serviço, isto sem qualquer prejuízo à remuneração. Em nota na quarta-feira, 10, a entidade repudiou o Projeto de Lei que já está nas mãos da Assembleia Legislativa.

MPE incoerente

Apesar de reforçar respeito à instituição, a Acig pede que a decisão seja revista. “Neste caso, pratica ato incoerente com sua função institucional, agindo totalmente desconectado da nossa realidade e desprezando a difícil situação financeira do Tocantins, que neste momento sacrifica toda a população, com serviços precários em áreas prioritárias como saúde, educação, segurança e infraestrutura”, diz a nota de repúdio da associação.

Pedido à AL

Os deputados estaduais também são lembrados pela Acig. Na nota de repúdio, a associação pede que a Assembleia “cumpra o papel de legislar em defesa dos interesses da coletividade” e não aprove “tal privilégio absurdo”.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também