CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Mais de 6 mil famílias foram atendidas em Gurupi com a ação emergencial do Governo do Tocantins

Nesse momento em que as igrejas estão praticamente fechadas e sem poder ajudar as famílias que apoiam, o pastor da Igreja Batista Nova Esperança de Gurupi, Wagner Alves de Araújo, parceiro na entrega das cestas básicas distribuídas pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), agradece pelo recebimento dos mantimentos. “Vem garantir a segurança alimentar de 48 famílias. A gente reconhece que os mantimentos são de fundamental importância nesse momento tão difícil e fica feliz por ver que o Governo do Tocantins está presente, vendo e apoiando o povo em suas necessidades”, afirmou.

Denise Souza Rocha, 38, de Gurupi, contou das dificuldades causadas pela pandemia e a sua foi uma das famílias que já foram beneficiadas com as cestas. “Somos quatro pessoas na família e estamos passando dificuldade. Meu marido trabalha no restaurante do meu pai, que teve a receita diminuída pela metade, assim os rendimentos também caíram. Num momento muito difícil porque precisamos ter mais comida em casa já que as crianças passavam metade do dia na escola e agora que estão em casa, comem mais”, contou.

Mais parcerias nas entregas

O coordenador do Núcleo do Movimento Pró Música do Tocantins, músico e artista Chiquinho Chocolate também recebeu cestas para repassar aos profissionais de Gurupi que estão prejudicados em suas rendas devido a pandemia. Ele agradeceu, em nome da categoria, o apoio do Governo do Tocantins com a distribuição de cestas básicas também para os profissionais da arte e da música, afetados pelo isolamento social. Em Gurupi foram 221 músicos e artesãos atendidos pelo Governo.

10 mil cestas

O Governo do Tocantins, por meio da Setas, órgãos governamentais parceiros e instituições voluntárias, já atendeu mais de 6 mil famílias em Gurupi. O objetivo é garantir a segurança alimentar das famílias.

Segundo o secretário-executivo da Setas, Tiago Costa, a entrega dos mantimentos continua nesta semana e o número de famílias atendidas na cidade deve ultrapassar os 10 mil nos próximos dias. “A partir desta quarta-feira, 27, entregaremos no município uma nova remessa de 4.600 cestas básicas atendendo famílias vulneráveis, trabalhadores informais e autônomos que foram afetados pela pandemia. Até domingo mais de 10 mil cestas já terão sido entregues na cidade”.

A entrega das cestas básicas ocorre em caráter emergencial e por determinação do Governo do Tocantins, devido ao isolamento social para evitar a disseminação do vírus Sars-CoV 2, novo Coronavírus, causador da doença Covid-19.

Região Sul

A ação também está sendo realizada nos demais municípios da região sul: Aliança do Tocantins, Alvorada, Araguaçú, Cariri, Dueré, Figueirópolis, Formoso do Araguaia, Peixe, Sandolândia, São Maria Alzenice, da cidade de Dueré contou sobre sua situação neste momento. “Tenho quatro filhos e contando comigo e meu marido somos seis pessoas dependendo de alimentos. A dificuldade está bem grande”, afirmou. Em Dueré, mais 400 famílias receberam cestas básicas nessa segunda-feira, 25.

Já em Formoso do Araguaia, mais 500 famílias foram atendidas nesta terça-feira, 26. Edilza Barros de Moraes já recebeu sua cesta básica e também ficou agradecida pelos mantimentos. “Sou costureira e artesã. No momento estou fazendo máscaras de tecido para vender e complementar a renda. Ainda bem que nesta pandemia minha família também pode contar com a ajuda do Governo do Tocantins”.

Para a trabalhadora autônoma, Joana Brito dos Santos, a cesta também chega na hora certa. Ela que vendia cremosinho nas ruas de Formoso do Araguaia, com o isolamento social faz mais de três meses que não vende. “Estou me sentindo muito só, hoje mesmo estava pensando nessa solidão quando chegou a cesta em minha casa. Então senti que era de Deus. Muito obrigada pela ajuda”, agradeceu.

Dados

O Governo do Tocantins já contabiliza mais de 70 mil famílias atendidas com cestas básicas, nos 139 municípios em virtude dos impactos da pandemia. A ação teve início em 21 de março. Os objetivos principais são: assistir as famílias vulneráveis do Estado, bem como apoiar os trabalhadores que mais foram afetados com o isolamento social, adotado como medida preventiva ao avanço da Covid – 19.

Nos últimos dois meses foram entregues mais de 1.190 toneladas em cestas básicas que atenderam famílias vulneráveis, profissionais autônomos, taxistas, mototaxistas, assentados, garçons, catadores de materiais recicláveis, artesãos, idosos, estudantes, músicos e muitos outros grupos que se encontram vulneráveis, por conta do isolamento social.

O secretário da Setas José Messias Araújo, destacou, mais uma vez, o esforço das equipes dos órgãos governamentais no intuito de cumprir a determinação do governador Mauro Carlesse, de que não se meça esforços para que as cestas básicas cheguem na casa de cada família tocantinense que precise nesse momento. “Mesmo sendo neste momento de dificuldade, o Governo do Tocantins está entregando as cestas básicas nas casas de quem necessita, por meio da Setas, Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins), entre outros órgãos governamentais, além de voluntários como: igrejas, sindicatos e associações.

Missão

Na ação, a missão da Setas é realizar a distribuição das cestas básicas a todas as famílias que precisam de alimentos e itens de higiene, nos 139 municípios tocantinenses.

Recursos

Os recursos são advindos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep-TO), baseado na Lei nº 3.015, de 30 de setembro de 2015, considerando a decisão plenária do dia 23 de março de 2020, (resolução nº 01/2020 de 31 de março de 2020), que aprovou a destinação de recursos financeiros a Órgão Público Estadual para execução de projeto social com vistas a combater e erradicar a pobreza, através da distribuição de 200 mil cestas básicas à população necessitada. (Da assessoria de imprensa)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também