CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Prefeitura de Palmas diz que vai testar por amostras para identificar evolução da Covid-19 e garante ter 35 leitos na rede privada

Após a ofensiva do vereador oposicionista Milton Néris (PDT), a Prefeitura de Palmas enviou nota à Coluna do CT para esclarecer a política de combate à Covid-19 adotada na Capital. O pedetista criticou a baixa testagem comparada a Araguaína, bem como a falta de leitos para pacientes diagnosticados com a doença. O Paço comunicou que a capacidade de testagem será ampliada nas próximas semanas e alertou que a oferta de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) não é responsabilidade do município.

Testagem por amostras

Conforme o Paço, 1.558 palmenses já foram testados para o novo coronavírus, entre testes rápidos no Laboratório Municipal e de PCR [reação em cadeia da polimerase] feitos no Laboratório Central do Estado (Lacen). A prefeitura acrescenta que já recebeu 2,5 mil testes rápidos e que uma nova remessa está prevista para chegar nas próximas semanas. “Palmas também vai fazer uma testagem por amostras para identificar a evolução da doença e subsidiar o Poder Público na tomada de outras decisões”, antecipa.

Leitos na rede privada

Apesar de destacar que a oferta de serviços em saúde de alta complexidade não é de responsabilidade do município, a Prefeitura de Palmas destaca ter contratado 17 leitos de UTI e outros 18 clínicos destinados exclusivamente ao atendimento de pacientes com Covid-19 junto a um hospital particular do município. “Por se tratar de uma situação excepcional e de extrema gravidade”, anota. Aliado a isto, a Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) possuem 12 leitos com respiradores para receber pacientes com a doença.

Antecipação

A Secretaria Municipal da Saúde (Semus) avisa que busca aumentar ainda mais a disponibilidade de leitos. “A gestão se antecipou, portanto, a uma possível situação de colapso no sistema de saúde, ajudando assim a desafogar a demanda por internações no Hospital Geral de Palmas (HGP). A Semus está negociando também a contratação de mais leitos em outra empresa para ampliar o oferta”, relata o Paço.

Leia a íntegra da nota:

“NOTA 

DATA 12/05/2020
VEÍCULO: PORTAL CT 
ASSUNTO: Testes rápidos e leitos de UTI

A Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) esclarece que a gestão está focada em realizar ações concretas no enfrentamento da Covid-19 e têm tomado as medidas necessárias para conhecer o cenário da pandemia na Capital. A testagem da população foi ampliada com o recebimento de 2.500 testes rápidos na últimas semanas. Já foram realizados 1.558 exames, entre testes rápidos no Laboratório Municipal e testes PCR feitos no Laboratório Central do Estado (Lacen).  

Essa capacidade de testagem será ampliada nas próximas semanas com a chegada de uma nova remessa de testes rápidos ao Laboratório Municipal. 

Nos próximos dias, Palmas também vai fazer uma testagem por amostras para identificar a evolução da doença e subsidiar o poder público na tomada de outras decisões. 

A oferta de leitos clínicos e de UTIs não são de responsabilidade do Município, (conforme prevê a Lei 8080 de 1990), sendo de competência dos estados garantir serviços em saúde de alta complexidade. Mas por se tratar de uma situação excepcional e de extrema gravidade, a Prefeitura de Palmas contratou junto a um hospital particular 17 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 18 leitos clínicos destinados exclusivamente ao atendimento de pacientes com Covid-19. 

A gestão se antecipou, portanto, a uma possível situação de colapso no sistema de saúde, ajudando assim a desafogar a demanda por internações no Hospital Geral de Palmas (HGP). A Semus está negociando também a contratação de mais leitos em outra empresa para ampliar o oferta.

Além disso, os serviços das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) possuem 12 leitos com respiradores (seis em cada UPA) para estabilização dos pacientes e transporte adequado até as unidades hospitalares quando necessário.

Como o município de Palmas é uma referência regional e estadual e recebe pacientes inclusive de outros estados, a Secretaria de Estado da Saúde já anunciou a locação de um hospital privado da Capital para atendimento de pacientes de Covid-19, o que ampliará ainda mais o atendimento.”


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também